PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Investimento e foco: saiba mais sobre o Bahia que enfrenta o Ceará na final da Copa do Nordeste

Com alto poder de investimento, Bahia fez contratações de peso e manteve o trabalho de Roger Machado para tentar conquistar o tetracampeonato do Nordeste

Vinícius França
10:21 | 30/07/2020
Bahia foi o melhor time da primeira fase e venceu todos os seus jogos no mata-mata  (Foto: Divulgação/EC Bahia)
Bahia foi o melhor time da primeira fase e venceu todos os seus jogos no mata-mata (Foto: Divulgação/EC Bahia)

O adversário do Ceará na final da Copa do Nordeste quer confirmar uma hegemonia na competição regional. Desde 2013, quando a competição foi reformulada, ninguém chegou a tantas finais quanto o Bahia. Dono de um título nesse período, o Tricolor quer conquistar o tetracampeonato em sua quarta decisão nos últimos cinco anos. E fez um bom investimento para conquistar esse objetivo.

A manutenção do técnico Roger Machado e a contratação de reforços de peso mostram que o Esquadrão quer fazer uma temporada diferente. Em 2019, o título do Nordestão nem chegou perto de vir, e a vaga na Libertadores pelo Brasileiro escapou pelos dedos. Com a utilização das categorias de base no Campeonato Baiano, o Bahia deixa claro que o torneio local é o primeiro passo para fazer todo o investimento corresponder às expectativas.

Leia também: Ceará poderá ser bicampeão invicto da Copa do Nordeste; relembre trajetória

Campanha

A dedicação exclusiva do Bahia à disputa da Copa do Nordeste no primeiro semestre do calendário do futebol enfim rendeu bons frutos. Na competição regional, a diretoria tricolor decidiu usar seus principais jogadores, enquanto as joias da base jogam o Campeonato Baiano. Assim, o elenco profissional foi poupado e teve caminho livre para construir seu caminho até a final contra o Ceará.

Depois de ser eliminado na fase de grupos em 2019, o Tricolor passou de fase como líder do seu grupo desta vez. Na primeira fase, foram cinco vitórias, dois empates e uma derrota, com 17 pontos somados. A posição deixou o Bahia em uma chave mais “tranquila” para o mata-mata. Nas quartas de final, em jogo polêmico, eliminou o Botafogo-PB ao vencer por 3 a 1, com gols de Rodriguinho, Fernandão e Ronaldo.

Na semifinal, o favoritismo do confronto pesava para o time baiano, mas o jogo não foi tão fácil quanto alguns poderiam esperar. Principal surpresa desse Nordestão, o Confiança fez jogo duro e só foi vazado aos 41 minutos do segundo tempo, com gol de fora da área de Danielzinho. A vitória por 1 a 0 colocou o Bahia em sua quarta final de Copa do Nordeste desde 2013, ano da reformulação do campeonato.

Destaques

O Bahia investiu bem na busca pelo bicampeonato do Nordeste. Além do plantel que já tinha, o Tricolor da Boa Terra contratou jogadores como Danielzinho, Rossi, Zeca, Juninho Capixaba e Clayson, com destaque para o meia Rodriguinho, principal referência técnica da equipe. Eles se juntam a atletas como Élber, Gregore, Fernandão e Gilberto para formar talvez o time mais forte do futebol nordestino hoje.

O artilheiro do Bahia nesta Copa do Nordeste é um dos remanescentes. Gilberto ocupa a vice-artilharia, com quatro gols, atrás de Vinícius, do Ceará, que tem cinco. Porém, o atacante é dúvida para o duelo decisivo. Ele sofreu uma pancada na coxa no fim da fase de grupos e ficou de fora contra Botafogo-PB e Confiança para fazer fisioterapia.

Sem o principal goleador, o técnico Roger Machado tem duas opções para ocupar a vaga na final. Fernandão tem sido o centroavante mais utilizado, mas o desempenho abaixo da média não vem agradando a torcida, que pede para que o treinador utilize Saldanha, cria da base tricolor. O “Firmino do Nordeste” vinha jogando no time de transição do Baiano, agradou e recebeu chances também no Nordestão.

Além de Gilberto, o Bahia provavelmente não poderá contar com o atacante Rossi, uma das principais contratações nesta temporada. Ele faz trabalho específico na transição para recuperar uma lesão na coxa, e é dúvida para enfrentar o Vovô na final. Assim, o ponta Élber é quem deve assumir o protagonismo do Bahia na esperança de gols. Veloz, ele é autor de três gols nesta edição de Copa do Nordeste e vem comandando o ataque na ausência dos principais finalizadores.

Decisão

A final entre Ceará e Bahia será em dois jogos de ida e volta, ambos disputados no estádio do Pituaçu. A primeira partida já será neste sábado, 1º, às 16 horas. A decisão está marcada para a terça-feira, 4, às 21h30min.