PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Com três gols e três mudanças nos cabelos, Mateus Gonçalves promete surpresa para Clássico-Rei

O atacante marcou cotra o Palmeiras, o Fluminense, e agora diante do Internacional. Foram três vitórias por 2 a 0 em casa para o Ceará e outra coincidência: nos três Mateus tinha mudado os cabelos.

22:18 | 07/11/2019
Nesta quinta-feira, 7, sem as tranças Mateus Gonçalves garantiu seu terceiro gol pelo Ceará
Nesta quinta-feira, 7, sem as tranças Mateus Gonçalves garantiu seu terceiro gol pelo Ceará (Foto: Julio Caesar / O POVO)

Três gol, três mudanças nos cabelos, e uma promessa: no Clássico-Rei têm novas surpresas capilares. É o que garante o atacante do Ceará Mateus Gonçalves. Autor do segundo gol na vitória por 2 a 0 do Vovô diante do Internacional, nesta quinta-feira, 7, no Castelão, Mateus parece ser um tipo de Sansão às avessas: toda vez que promove alguma novidade nas madeixas, faz gol pelo Ceará e o Vovô ganha.

Na história bíblica, Sansão era detentor de uma força sobre-humana e seu poder estava nos cabelos. Ao saber do segredo, Dalila, sua esposa, conseguiu sua derrota, cortando o cabelo de Sansão. Mateus, ao contrário, parece ganhar certos poderes futebolísticos quando mexe nos cabelos. Foi assim contra o Palmeiras, no primeiro turno, quando marcou tento com cabelos platinados - Ceará venceu a partida por 2 a 0.

Mateus Gonçalves, com cabelos platinados, fez gol contra Palmeiras
Mateus Gonçalves, com cabelos platinados, fez gol contra Palmeiras (Foto: FCO Fontenele / O POVO)

Contra o Fluminense, foi dia de tranças presas num moicano, e o atacante deixou o seu em novo triunfo pelo mesmo resultado.

Mateus Gonçalves marcou o 2° gol do Ceará na vitória sobre o Fluminense
Mateus Gonçalves marcou o 2° gol do Ceará na vitória sobre o Fluminense (Foto: Julio Caesar/O POVO)

do

Nesta quinta-feira, 7, outro 2 a 0 do Alvinegro em casa e, coincidentemente, Mateus tirou as tranças, mexeu na cabeleira, e carimbou mais um. Ao final da partida, assegurou: domingo tem mudança surpresa nas madeixas.

Brincadeiras à parte, o jogador disse, em entrevista ao canal Premiere, não se considerar um "talismã" da equipe."É fruto do meu trabalho ao longo da semana. Durante semana, treinei bastante finalização. Fiquei fora do jogo contra Palmeiras por causa de uma conjuntivite. Tentei recuperar o mais rápido possível. Hoje, graças a Deus, fui recompensado com oportunidade, estava preparado e aproveitei da melhor maneira para ajudar o Ceará", disse.

Sobre o Clássico-Rei, foi seguro: "Agora, é pensar no Clássico. Costumo dizer que clássico a gente não joga, tem que ganhar. (Agora, é) Concentrar que domingo tem mais".

 


Você também pode gostar: