PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

De volta aos gramados, Juninho Quixadá lamenta derrota: "coisas que a gente não pode explicar""

Quixadá não atuava desde a 12ª rodada, quando entrou em campo na derrota para o Internacional, no Beira-Rio

18:31 | 06/10/2019
Juninho Quixadá perdeu algumas boas chances no segundo tempo
Juninho Quixadá perdeu algumas boas chances no segundo tempo (Foto: Aurélio Alves)

A derrota do Ceará em casa para o Goiás por 1 a 0 marcou o retorno de Juninho Quixadá aos campos depois de nove rodadas. Mesmo participando do jogo e tendo três boas chances de mexer no placar, o jogador não conseguiu evitar mais um revés do Alvinegro na competição.

Para Quixadá, o resultado é muito difícil de ser assimilado: “o time tá firme fechado em seu objetivo, mas infelizmente tem coisas que a gente não pode explicar. Mas é bola pra frente, trabalhar mais pra gente sair dessa situação”, disse em entrevista ao canal Premiere.

Juninho Quixadá foi uma escolha do estreante técnico Adílson Batista para substituir Mateus Gonçalves. Na faixa dos 40 minutos, ele teve uma chance na marca do pênalti, que foi para fora, outra que bateu na trave e voltou para a mão do goleiro e uma última em que recebeu pela esquerda, cortou e bateu pra fora.

Se fizesse aqueles gols, Quixadá poderia ter, em suas palavras, “salvo o trabalho do time inteiro”: “eu, particularmente, fiz umas boas jogadas, mas não conseguir fazer o gol, e isso acaba sendo chato, porque se eu faço um gol ali, salvo o trabalho do time inteiro. Mas a gente sabe que temos que trabalhar mais, e vamos fazer isso pra sair dessa situação”.

O próximo compromisso do Ceará no Brasileirão é diante do Grêmio, na quarta-feira, 9, às 21 horas, em Caxias do Sul. O Vovô é o atual 16º colocado do Brasileirão, com 23 pontos.

Você também pode gostar: