PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Adílson Batista é apresentado e diz que não fará mudanças radicais para partida diante do Goiás

Treinador afirmou que irá estudar a equipe antes de promover mudanças mais profundas no esquema de jogo do Alvinegro

16:06 | 04/10/2019
Robinson de Castro, Adílson Batista e Marcelo Segurado durante coletiva de apresentação do novo técnico do Ceará
Robinson de Castro, Adílson Batista e Marcelo Segurado durante coletiva de apresentação do novo técnico do Ceará(Foto: Mauro Jefferson/cearasc.com)

Apresentado na tarde desta sexta-feira, 04, o novo técnico do Ceará, Adílson Batista, contou que espera contar com a aproximação e apoio da torcida para a reta final deste Brasileirão. O treinador mostrou ainda foco no próximo jogo, que acontece contra o Goiás neste domingo, 06, às 16 horas, na Arena Castelão.

Iniciando sua apresentação falando na próxima partida, o técnico destacou o pouco tempo para treinamento até o domingo, mas que tem conversado com os atletas para trabalharem em conjunto. “Sei que é um tempo curto, tenho que pensar no Goiás para esse domingo, mas vamos vivenciar jogo a jogo. Já revi muita coisa, conversei com alguns atletas e tenho ideia inicial para vencer o Goiás, muito bem treinado por Ney Franco. Eles vem de 3 vitórias, é um time rápido e vive um bom momento”, disse Adílson, que afirmou ainda que deverá contar com a presença da torcida para pressioná-los.

Sobre seus trabalhos anteriores, Adílson salientou que reconhece seus erros que não irá cometê-los novamente. “Em alguns clubes cometi erros que não vou fazer mais. Então precisamos ter discernimento de enxergar e às vezes ser pontual. Por isso o processo de observação, conversa, e daí se ter os cuidados para que você chegue e não seja radical, para não se ter prejuízo depois”, contou.

Sobre o estilo de jogo que gosta e o que deverá usar no Vovô, o técnico ressaltou que inteligência serás necessário para saber o que poderá fazer com os atletas que tem. “Gosto é muito importante. Eu gosto de futebol bem jogado, de posse, de imposição, mas preciso saber se eu tenho atletas para isso, se estou no momento para isso. Ás vezes tem posses boas e ruins, vc tem que ser inteligente. (...) Cada técnico tem seu jeito, mas faz parte e espero ser rápido (em me adaptar), pois é uma sequência forte e para que retomemos a auto-estima para conquistarmos as vitórias”, e afirmou ainda já ter trabalhado com Diogo Silva e outros atletas, como o último contratado William Poop.