PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Convocado pela seleção olímpica, Felipe Jonatan lembra início de carreira difícil: "até pouco mais de um ano atrás eu era 4° reserva no Ceará"

Jogador postou mensagem agradecendo o Santos, atual clube, e lembrou ainda os tempos de Ceará, time que o revelou para o futebol

15:53 | 20/09/2019
(Foto: Julio Caesar/O POVO)
(Foto: Julio Caesar/O POVO)(Foto: (Foto: Julio Caesar/O POVO))

Felipe Jonatan lembrou da infância difícil ao ser convocado nesta sexta-feira para amistosos da seleção brasileira olímpica contra Venezuela e Japão, nos dias 10 e 14 de outubro.

Contratado pelo Santos junto ao Ceará em março, o lateral-esquerdo de 21 anos teve rápida ascensão na carreira.

“Sou muito grato ao Santos por ter aberto as portas para mim atuar. Passa um filme, até pouco mais de um ano atrás eu era quarto reserva no Ceará. Estou em equipe gigantesca, seleção olímpica… Minha vida foi bem sofrida, infância dolorida por ter que vender roupas e frutas para ajudar. Passa um filme, sim, e graças a Deus tenho sido abençoado”, disse Felipe, em entrevista coletiva.

“Ajuda, sim, mas cada semana que eu trabalho eu lembro de onde saí e onde estou hoje. Nosso preparador físico Pablo fala disso, de estar numa grande equipe. É motivação, sim, mas motivação maior é representar equipe grande, que briga pelo título. Tenho certeza que vamos brigar até o fim”, completou.

Felipe Jonatan também falou sobre a partida contra o Grêmio neste sábado, às 21h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe busca reabilitação após perder a liderança. O Alvinegro é o terceiro colocado, com 37 pontos, dois atrás do Palmeiras e a cinco do Flamengo.

“Jogo-chave. De alto nível como foi contra o Flamengo. Equipe que tem muita qualidade com Renato Gaúcho também. Não é boba e vem para vencer. Temos trabalhado muito para chegar amanhã com nosso torcedor, tenho certeza que vão apoiar do primeiro ao último segundo, e esperamos que seja jogo bem”, concluiu.