PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Ceará divulga comparativo de lesões em períodos iguais de 2018 e 2019

Clube atestou redução de 30% no número de atletas lesionados de um ano para outro

Gabriel Lopes
16:41 | 06/09/2019
Alex Amado ficou aproximadamente dois anos longe dos gramados por causa de lesões.
Alex Amado ficou aproximadamente dois anos longe dos gramados por causa de lesões. (Foto: Divulgação/Ceará SC)

O departamento médico do Ceará sofreu muitas críticas da torcida nos últimos meses por conta da sequência de lesões de alguns atletas, como Juninho Quixadá, Alex Amado, Romário e, mais recentemente, Luiz Otávio, que ficará três semanas ausente, pouco tempo após se recuperar de uma antiga lesão. Com isso, o clube divulgou um balanço comparativo das lesões, com dados dos mesmos períodos de 2018 e 2019, ou seja, até o fim de agosto.

A comparação atestou uma redução de 31 para 22 (30%) no número de lesões do período até o final de agosto de 2018 para o mesmo lapso temporal em 2019. O mesmo percentual também caiu em relação às cirurgias, de 6 para 4. Além disso, o clube também mostrou que o tempo médio de recuperação dos atletas foi reduzido, de 23 para 13 dias (43%).

Foram realizados 2.831 atendimentos médicos em jogadores até o fim de agosto, sendo todos eles contemplados com o serviço. O clube também revelou que nunca houve mais de cinco atletas afastados por lesão até o momento em 2019.

O Ceará volta a campo neste sábado, 7, às 11 horas, contra o Corinthians, na Arena Corinthians, em partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

NA PRANCHETA #68 - ONDE O CEARÁ VEM PECANDO NESSA SÉRIE A?