PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Fabinho alerta para a posse de bola do Fluminense e espera jogo difícil no Maracanã

O atleta alvinegro ressaltou sobre o estilo de jogo do rival, característica conhecida dos times comandados por Fernando Diniz

16:45 | 10/07/2019
Segundo o volante, é necessário ter paciência e inteligência para reverter marcador
Segundo o volante, é necessário ter paciência e inteligência para reverter marcador (Foto: (Foto: Stephen Eilert/Ceará))

O volante Fabinho, um dos principais destaques do Ceará na Série A, alertou para a qualidade e o estilo de jogo do Fluminense, próximo adversário do Vovô na competição, na segunda-feira, 15, no Maracanã-RJ. O atleta alvinegro ressaltou sobre a posse de bola do adversário, característica conhecida dos times comandados por Fernando Diniz.

“Vai ser um jogo difícil. Equipe do Fluminense gosta de ficar com a bola. Sabemos que eles têm o Ganso, que tem uma boa enfiada de bola para os atacantes na frente da área. Temos que tomar muito cuidado com toda a equipe do Fluminense. Não tenho dúvidas de que eles acertaram os fatores que estavam errando, nessa pausa da Copa América”, comentou Fabinho nesta quarta-feira, 10, em coletiva de imprensa.

+ Felippe Cardoso é regularizado e pode estrear pelo Ceará contra o Fluminense

Segundo jogador com mais desarmes na Série A, o atleta também reforça o trabalho da equipe durante a pausa. “O professor Enderson vem trabalho forte com a gente. Teve tempo a mais para trabalhar taticamente com todos os atletas. Vai ser um grande jogo. Estamos preparados para fazer uma boa parte, ter coragem para colocar nosso estilo e surpreender o Fluminense”, afirmou.

Fabinho tem sido peça fundamental da equipe nesta temporada. O volante está entre os cinco jogadores do elenco que atuaram em todos os nove confrontos da Série A até o momento. Com a saída de Richardson, o jogador assumiu o protagonismo na marcação no meio-campo.

“Fico feliz de estar contribuindo de alguma forma a equipe. O ser humano sempre tem algo a melhorar. Eu sei que posso chegar mais longe. Já fiz mais do que isso, sei da minha capacidade. Como sempre venho falando. Tenho encarado cada treino como partida e cada partida como decisão, final de campeonato. É assim que tenho entrado em campo, bastante focado, e tento motivar meus companheiros nos treinamentos e nos jogos. A gente tem se cobrado bastante. Mas não adianta fazer um primeiro semestre bom, e depois deixar cair."

OUÇA O NOVO EPISÓDIO DO FUTCAST:

Listen to "#61 - Vazquez no Fortaleza, Gastón Campi no radar e novidades no Ceará" on Spreaker.

O Povo