PUBLICIDADE
Esportes
SAÍDA POLÊMICA

Lisca defende normalidade de demissão e diz que Rospide quer ser treinador

Em entrevista à rádio gaúcha, técnico do Ceará fala que "as pessoas estão tentando tumultuar o ambiente" e afirma que Rospide já não queria seguir como auxiliar

18:12 | 24/02/2019
(Foto: Mateus Dantas / O Povo)
(Foto: Mateus Dantas / O Povo)

O técnico Lisca quebrou o silêncio na manhã deste domingo, 24, em entrevista à rádio RBS, do Rio Grande do Sul. O gaúcho defendeu a normalidade da demissão do auxiliar Marcelo Rospide, que deixou o Alvinegro na sexta-feira, 22, por pedido do próprio treinador.

"As pessoas estão tentando tumultuar o ambiente. A saída de Rospide é normal. Ele sabe bem o porquê", disse Lisca.

+ Com 18 gols em oito jogos, Ceará tem sido letal no começo da temporada

O comandante do Vovô explicou que Rospide não queria mais ser auxiliar técnico da comissão de Lisca. "Eu entendo ele saindo na mídia. Conversamos diversas vezes. Está na hora de assumir o que ele quer, que é ser treinador de futebol e ter coragem de ir pra linha de frente. Ele tem todas as condições, baita profissional. Está faltando oportunidade. Mas não será aqui no Ceará, será em outro lugar", comentou.

"Ele sempre respeitou a hierarquia. Mas comissão técnica é que nem time de futebol. Tem o primeiro auxiliar, o Márcio (Hahn), e o segundo. Cada um tem sua atribuição, tem o seu sonho e os seus objetivos. O dele não é ser o 2º auxiliar. Não quer dizer que me desagradou. Marcelo é um cara correto. Tem que buscar o espaço dele. Ele obviamente quer ser treinador e está aproveitando a mídia", completou Lisca.

O técnico Lisca foi procurado pelo Esportes O POVO no mesmo dia da demissão de Rospide, mas não atendeu as ligações, nem respondeu as mensagens enviadas via WhatsApp. O ex-auxiliar do Ceará disse ao Esportes O POVO que ficou surpreso com o seu desligamento e criticou o treinador do Vovô.

"Faltou hombridade da parte dele em me comunicar. Acho que assim até estaria preservando se fosse o caso. Mas, dessa forma, eu vou falar o que é a verdade. E a verdade é que realmente ele não me falou o real motivo. Ele tem todo o direito, ele que me trouxe, abriu as portas do clube pra mim, mas eu esperava ao menos que ele falasse pra mim", afirmou Rospide.

Listen to "#38 - Futebol e tatiquês com o técnico Luan Carlos" on Spreaker.

O Povo