PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Coronavírus: Ceará e Fortaleza marcam reuniões para discutir liberação de atletas e funcionários

Encontro vai discutir sobre recesso nos clubes e dispensa de atletas de várias modalidades para evitar contaminação por coronavírus

Vinícius França
12:20 | 17/03/2020
Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, e Robinson de Castro, presidente do Ceará
Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, e Robinson de Castro, presidente do Ceará (Foto: Deísa Garcêz/Especial para O Povo)

Atualizada às 12h23min

As diretorias de Ceará e Fortaleza marcaram reuniões na tarde desta terça-feira, 17, para decidir sobre a dispensa de funcionários e de atletas em meio ao surto do novo coronavírus, que vem afetando o futebol brasileiro e mundial. Esportes O POVO apurou que a tendência é de que os recessos sejam até o dia 30 de março.

O diretor de futebol do Vovô, Eduardo Arruda, confirmou que a dispensa vai mesmo até o dia 30. A diretoria executiva, o departamento de futebol masculino, departamento de futebol feminino, de futebol de base, futebol americano e futsal estarão presentes. Membros do setor administrativo também estarão no encontro, representando os demais funcionários.

Segundo Eduardo, a reunião também deve deliberar sobre o funcionamento das escolinhas e da continuidade do trabalho de alguns colaboradores. A possibilidade de home office, por exemplo, não é descartada pelo dirigente.

Já o diretor de futebol do Fortaleza, Daniel de Paula Pessoa, não confirmou se o recesso vai durar até o dia 30 deste mês, mas a reportagem mantém a apuração. Daniel vai se reunir com o executivo de futebol, Sérgio Papellin, e o presidente Marcelo Paz para discutir a liberação de atletas e funcionários.

Segundo o diretor de futebol, o Leão teve que mudar toda sua logística por conta do cancelamento do jogo contra o Guarany de Sobral na quarta, 18, pelo Campeonato Cearense, no estádio do Junco. O Estadual foi suspenso na manhã desta terça, 17: “A gente estava com a programação pra viagem, então como tudo mudou por volta de 11 horas e meio-dia, a gente vai ter que mudar toda nossa programação”, disse Daniel.

Em nota, a assessoria do clube informou que todas as atividades de todas as categorias de base e do futebol feminino estão suspensas, seguindo recomendações do Ministério da Saúde. O futebol feminino também foi paralisado por conta da indefinição da retomada das competições da modalidade.