Participamos do

Zenit solicita retorno de Malcom e Claudinho, e CBF aciona clube russo na Fifa

Segundo a entidade, os jogadores receberam constantes comunicados do clube russo, os obrigando a retornarem para a Rússia nesta quarta-feira.
17:15 | Set. 01, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Às vésperas do duelo contra o Chile, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, a CBF informou que o Zenit solicitou o retorno imediato de Malcom e Claudinho. Com isso, ambos os atletas não viajarão com a delegação brasileira para Santiago, no Chile.

Segundo a entidade, os jogadores receberam constantes comunicados do clube russo, os obrigando a retornarem para a Rússia nesta quarta-feira.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A CBF afirmou que conversou com os jogadores e explicou que eles não poderiam sofrer nenhuma das sanções ameaçadas pela equipe. Mesmo assim, depois de algumas conversas com o coordenador da Seleção, Juninho Paulista, e o técnico Tite, eles decidiram pelo retorno.

Em nota, a entidade brasileira se manifestou contra a atitude do Zenit e relatou que encaminhou uma reclamação formal à Fifa.

"A CBF manifesta sua discordância com os movimentos do Zenit e encaminhou reclamação formal à Fifa, anexando os documentos enviados pelo clube russo à entidade e aos atletas. A CBF apelará à entidade que rege o futebol mundial para que, em linha com seus regulamentos, todas as punições cabíveis ao Zenit sejam cumpridas", escreveu.

O Brasil encara o Chile nesta quinta-feira, às 22 horas (de Brasília), no Estádio Monumental David Arellano, pela sétima rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar. No momento, a Seleção ocupa a liderança do torneio, com 18 pontos.

Confira o comunicado da CBF na íntegra:

A Confederação Brasileira de Futebol informa que os atletas Malcom e Claudinho não viajarão com a delegação da Seleção Brasileira para Santiago, no Chile. Os jogadores receberam constantes comunicados de seu clube, o Zenit São Petesburgo, obrigando que ambos retornassem nesta quarta-feira (1) à Rússia.

A CBF, respaldada pelas regras da Fifa, conversou com os jogadores e explicou que eles não poderiam sofrer nenhuma das sanções ameaçadas pela equipe. Ainda assim, após algumas conversas com o coordenador da Seleção, Juninho Paulista, e o técnico Tite, eles decidiram pelo retorno.

A CBF manifesta sua discordância com os movimentos do Zenit e encaminhou reclamação formal à FIFA, anexando os documentos enviados pelo clube russo à entidade e aos atletas. A CBF apelará à entidade que rege o futebol mundial para que, em linha com seus regulamentos, todas as punições cabíveis ao Zenit sejam cumpridas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags