Participamos do

Jogador "morreu por alguns minutos" e pode não voltar a jogar, diz médico

Eriksen não tinha apresentado resultados que merecesse maior atenção enquanto jogava no Tottenham. Ele defende a seleção dinamarquesa desde 2010, quando foi convocado para a Copa do Mundo da África do Sul
17:14 | Jun. 13, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O médico Sanjay Sharma questionou, em entrevista à agência Press Association, se o meio-campista Christian Eriksen poderá retomar sua carreira no esporte. Os dois trabalharam juntos entre 2013 e 2020, quando o dinamarquês era jogador do Tottenham. Atualmente, Sharma também é presidente dos cardiologistas da Federação Inglesa.

LEIA TAMBÉM | Eurocopa: jogador dinamarquês Eriksen sofre mal súbito em campo

Após mal súbito durante a Euro, Eriksen, da Dinamarca, está consciente e interagindo no hospital

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O especialista considerou que o atleta “morreu por alguns minutos” e enfatizou que seria um risco tanto para o jogador como para o clube que representa se ele continuar no esporte. Ainda assim, o médico lembrou que o fato de Eriksen ter chegado ao hospital acordado é um “ótimo sinal”. As informações foram divulgadas pelo UOL e pelo tabloide britânico Evening Standard.

Sanjay reforçou que, durante os anos que trabalharam no Tottenham, Eriksen não apresentou resultados médicos que merecessem mais atenção por parte da equipe. Após sofrer mal súbito em jogo da Eurocopa nesse sábado, 12, o jogador dinamarquês continua passando por exames no hospital para acompanhamento.

Christian Eriksen é um talentoso atleta que defende a seleção desde 2010, quando foi convocado para a Copa do Mundo da África do Sul. Por times, Christian foi multicampeão holandês defendendo o Ajax. No Tottenham, o meia chegou ao vice-campeonato da Champions League, momento histórico para os Spurs. Atualmente na Inter de Milão, o dinamarquês quebrou um jejum de 11 anos da Nerazzurri e foi campeão italiano.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags