PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Ciel diz que ficha não caiu após marcar gol que Pelé não fez; veja vídeo

Atacante conta que não conseguiu dormir revendo o lance. Jogador de 39 anos comentou ainda sobre a fase artilheira com mais gols do que Messi e CR7

Lucas Mota
12:25 | 07/04/2021
Ciel foi decisivo pelo Salgueiro na Copa do Nordeste (Foto: DIVULGAÇÃO)
Ciel foi decisivo pelo Salgueiro na Copa do Nordeste (Foto: DIVULGAÇÃO)

Um golaço de longa distância. Ciel fez o que o Rei do Futebol, Pelé, não conseguiu fazer na Copa do Mundo de 1970. O atacante ex-Ceará, atualmente no Salgueiro, foi decisivo ao acertar a finalização do meio de campo e encobrir o goleiro Diogo Silva, do CRB, na penúltima rodada da Copa do Nordeste. O tento assegurou o empate para o Carcará e manteve a equipe com possibilidade de classificação na última rodada, quando encara o Alvinegro do Porangabuçu.

Em entrevista exclusiva ao Esportes O POVO, o experiente atacante de 39 anos detalha o lance e explica que vinha treinando para acertar no jogo. Na rodada anterior, quando o time pernambucano perdeu por 3 a 2 para o Sampaio Corrêa, Ciel balançou as redes duas vezes e chegou a arriscar do meio de campo.

"Minha ficha nem caiu ainda. No Instagram, muito gente mandou esse vídeo. Isso é fruto do trabalho. No jogo contra o Sampaio, eu fiz desse mesmo jeito, mas a bola não entrou. Em todos os jogos, fico observando o goleiro quando estou no meio de campo. Nesse jogo, eu observei bastante. Quando o goleiro chutou pra mim (logo após o Salgueiro sofrer o gol do CRB), eu botei (a bola) no meio de campo e fiquei olhando. Se ele ficar ali, vai ser o último tiro. Eu venho treinando todo dia isso aqui, fico brincando com os goleiros aqui: 'um dia eu vou acertar'. Foi um gol espetacular. Fui dormir ontem (domingo, 3) 2h30min da manhã só olhando esse vídeo. Foi uma coisa que encheu meus olhos de lágrima. Nunca foi sorte, sempre foi Deus", comentou Ciel.

Desde 2018, quando retornou dos Emirados Árabes para o futebol brasileiro, o atacante vive fase artilheira. O atleta deixou de atuar pelos lados para jogar centralizado e passou a balançar as redes com frequência. Na volta ao Brasil, ele defendeu o Caucaia em seis jogos, marcou cinco gols e dividiu o posto de artilheiro da Fares Lopes com Edson Cariús, na época no Ferroviário.

Naquela ocasião, o Caucaia foi vice-campeão após perder para o Ferrão na final. No ano seguinte, Ciel somou 20 gols em 23 partidas pelo Caucaia e ajudou a equipe a se tornar campeã da Segunda Divisão do Campeonato Cearense e da Fares Lopes. Ele terminou a temporada de 2019 como artilheiro das duas competições e do futebol cearense.

Em 2020, o atacante defendeu o Guarany de Sobral e Salgueiro. Foram 27 jogos e dez gols marcados. Ele conquistou na temporada passada o título do Campeonato Pernambucano pelo Carcará.

Mais gols que Messi e Cristiano Ronaldo
Neste início de 2021, Ciel já balançou as redes 21 vezes, disputando jogos pelo Caucaia e pelo Salgueiro. Na atual equipe, o atacante tem três gols em duas partidas. Já no time cearense, onde atuou em janeiro e fevereiro, ele fez dez gols em sete confrontos.

Com 21 gols em 2021, Ciel possui mais gols do que Messi e Cristiano Ronaldo. O argentino tem 19 gols em 20 jogos. Já o português marcou 15 gols em 23 partidas.

"Quando voltei de Dubai, fiz uma oração e entreguei na mão de Jesus Cristo. Eu falei assim: 'não quero te pedir dinheiro, só quero que o senhor me abençoe porque tudo que conquistei lá fora, quero conquistar aqui. Quando pedi isso, ele já me deu uma final em 2018 contra o Ferroviário, já como artilheiro. Saí da ponta e vim pra dentro. E assim foi acontecendo. Na próxima (temporada, em 2019), teve artilharia e título. De lá pra cá, estou colhendo tudo que plantei e pedi ao senhor", afirmou.

Veja abaixo a entrevista com Ciel: