PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Miniguia das oitavas de final da Copa Libertadores 2020

Fases de mata-mata da competição continental devem ser marcadas pelo equilíbrio entre as melhores equipes da América do Sul

Victor Hugo Pinheiro
19:17 | 24/11/2020
Taça  Libertadores CONMEBOL (Foto: Twitter/CONMEBOL Libertadores)
Taça Libertadores CONMEBOL (Foto: Twitter/CONMEBOL Libertadores)

As oitavas de final da Libertadores começam nesta terça-feira, 24, com 16 equipes lutando pelo sonho de conquistar a maior glória da América do Sul. Entre os clubes, são seis brasileiros, três argentinos, três equatorianos, dois paraguaios, um uruguaio e um boliviano. O Esportes O POVO preparou este miniguia para abordar os duelos da principal competição sul-americana.

+ Mata-mata da Libertadores começa com duelos entre brasileiros e argentinos

2411 info esportes
2411 info esportes (Foto: Luciana Pimenta)

LDU x Santos  

Ida: Casa Blanca-EQU - 24/11, às 19h15min

Volta: Vila Belmiro-SP, 1/12, às 19h15min

O duelo entra equatorianos e brasileiros deve ser o mais equilibrado, visto que são dois times que já apresentaram bom futebol na competição. No entanto, apresentaram fragilidades dentro da atual temporada.

A LDU tenta manter o excelente retrospecto jogando em casa contra times brasileiros. Porém, isso não será tarefa fácil, uma vez que o Santos fez uma das melhores campanhas na fase de grupos: cinco vitórias e um empate. O Peixe pode ter um ligeiro favoritismo no confronto, mas é preciso resistir ao volume ofensivo do time adversário em Quito para não voltar com uma enorme desvantagem na conta.

Athletico-PR x River Plate

Ida: Arena da Baixada-PR - 24/11, às 19h15min

Volta: Avellaneda-ARG - 1/12, às 19h15min

O favoritismo do time argentino é evidente no confronto. Atual vice-campeão da competição, o River Plate é um forte candidato a disputar o título. Do outro lado, o Athlético-PR até mostrou melhora no Campeonato Brasileiro da Série A. Entretanto, essa evolução não deve ser suficiente para surpreender os favoritos. 

Ambas as equipes passaram pela fase de grupos de forma tranquila. Como o futebol é um esporte onde os favoritos podem acabar caindo diante de adversários inferiores, o Furacão tenta se agarrar a máxima para alcançar o feito. Já os Los Millonarios, esperam mostrar a superioridade dentro de campo e seguir em busca da terceira Libertadores sob o comando de Marcelo Gallardo.

Racing x Flamengo

Ida: Presidente Perón-ARG - 24/11, às 21h30min

Volta: Maracanã-RJ - 1/12, às 21h30min

O confronto é um dos mais aguardados desta fase, afinal, coloca em rota de colisão duas das equipes mais vencedoras do futebol sul-americano nas últimas temporadas. Apesar do histórico vencedor de ambos os times, o Flamengo carrega o favoritismo para avançar. Muito por conta de ter um elenco superior tecnicamente e momento ruim do Racing na temporada.

Rogério Ceni será o terceiro técnico a comandar o Rubro-Negro na Libertadores 2020. Ele que é um dos jogadores mais vencedores da história. Agora na área técnica, o treinador é o responsável por conduzir Gabigol, Pedro e companhia na briga pelo tricampeonato da competição. Ainda em um momento de certa instabilidade, o atual campeão espera duas boas exibições diante de La Academia, e chegar nas quartas.

Independiente del Valle x Nacional 

Ida: Casa Blanca-EQU - 25/11, às 19h15min

Volta: Parque Central-URU - 2/12, às 19h15min

Equatorianos e uruguaios fazem um duelo que certamente será equilibrado nos dois jogos. A equipe treinada pelo espanhol Miguel Ángel Ramírez pode ser considerada a favorita, mas a primeira fase do adversário é suficiente para indicar um confronto imprevisível.

O time equatoriano é uma sensação do continente há algumas temporadas, sendo finalista da Libertadores 2016 e campeão da Copa Sul-Americana do ano passado. O histórico recente é bem superior ao do Nacional, que não feito campanhas de destaque em competições continentais. As duas partidas devem ser marcadas pelo equilíbrio, mas o favoritismo fica para o El Negriazul.

Delfín x Palmeiras

Ida: Jocay-EQU - 25/11, às 19h15min

Volta: Allianz Parque-SP - 2/12, às 19h15min

O Alviverde teve uma das melhores campanhas na fase de grupos, e terá pela frente um dos times mais limitados das oitavas de final. Apesar da superioridade, o surto de Covid-19 no elenco pode ser um fator complicado para o técnico Abel Ferreira administrar internamente. A expectativa é que os jogadores que testarem negativo após cumprir o período de isolamento retornem ao time titular o quanto antes.  

Conquistar o bicampeonato da Libertadores é uma obsessão do Palestra. Para isso, é preciso derrotar o Delfín, que faz uma campanha de recuperação nas últimas três rodadas da fase de grupo. O desempenho foi suficiente, garantindo a vaga. A tendência do confronto é que o time brasileiro consiga impor a superioridade e confirmar o favoritismo.

Libertad x Jorge Wilstermann

Ida: La Olla-PAR - 25/11, às 21h30min

Volta: Félix Capriles - 2/12, às 21h30min

Paraguaios e bolivianos fazem um confronto longe dos holofotes das oitavas de final, até por conta de serem duas equipes sem grande tradição no torneio. Além da falta de bom retrospecto, a fase de grupos de ambos foi marcada por percalços e futebol pouco empolgante. Dono de melhor campanha, o Jorge Wilstermann pode ser considerado o favorito.

O fator altitude é um problema para quem enfrenta equipes bolivianas. A dificuldade será evidente para o Libertad, que precisa de um resultado positivo no primeiro jogo para se manter vivo no duelo. Além da vantagem de jogar acima do nível do mar, o time boliviano é ligeiramente melhor que o adversário.

Internacional x Boca Juniors

Ida: Beira-Rio - 25/11, às 21h30min

Volta: La Bombonera - 2/12, às 21h30min

Colorados e Xeneizes disputam o duelo de oitavas de final mais com mais títulos em campo. Do lado brasileiro, dois títulos. Já entre os argentinos, são seis troféus. Em um confronto tradicional, não é possível apontar um franco favorito. Apesar do momento ruim do Internacional na temporada, após a saída do técnico Eduardo Coudet, a equipe não pode ser descartada do confronto. O favoritismo acaba ficando para o Boca Juniors - além de estar em uma melhor fase - possui um elenco com mais peças de qualidade.

Ainda invicto na atual edição, os argentinos confiam no bom momento para superar o rival brasileiro. Além disso, a equipe é apontada entre as cotadas para levar o título da competição continental. O duelo também é interessante no quesito duelo particular entre meias com vocação de artilheiro. De um lado, tem Thiago Galhardo. Do outro, é Eduardo Salvio.

Guaraní x Grêmio 

Ida: Defensores del Chaco - 26/11, às 21h30min

Volta: Arena do Grêmio - 3/12, às 21h30min

A fama de time copeiro do Tricolor gaúcho costuma aparecer na Libertadores. Diante do Guaraní, o Imortal ostenta o favoritismo por dois motivos: a tradição e o bom momento na temporada. A obsessão de Renato Gaúcho em disputar os torneios eliminatórios sempre deixa a equipe próxima das decisões. A prova está nas três últimas edições, quando chegou em duas semifinais e uma final - onde saiu campeão. Enquanto isso, a equipe paraguaia quer derrubar o favoritismo rival

O Grêmio liderou o seu grupo, com 11 pontos. A pontuação baixa para líder é reflexo da chave equilibrada, que tinha o rival Internacional, Universidad Católica e América de Cali. Mesmo terminando em segundo, o Guaraní fez 13 pontos. É verdade que o time paraguaio não é frágil, porém a tendência é o time brasileiro avançar às quartas.