PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Em Fortaleza, Romário volta a jogar pela seleção brasileira após 15 anos

Oficialmente, Romário fez 70 jogos pela Seleção e marcou 55 gols. O Baxinho, hoje com 53 anos, disputou duas Copas do Mundo: 1990 e 1994

Bruno Balacó
23:03 | 09/01/2020
Romário
Romário (Foto: Júlio Caesar/O POVO)

Considerado um dos maiores atacantes da história do futebol brasileiro, Romário reviveu por uma noite o gostinho de voltar a vestir a camisa da seleção brasileira. Grande nome da conquista do Tetra, o Baixinho foi a grande atração do jogo de masters entre Brasil e Itália que reviveu a final da Copa do Mundo de 1994, disputado na noite desta quinta-feira, 9, no estádio Presidente Vargas (PV). A partida terminou com vitória da Itália por 1 a 0. Romário chegou a balançar as redes, mas a arbitragem anulou o gol. 

Confira galeria de fotos do jogo entre as seleções de masters de Brasil e Itália

Ver Romário com a camisa da seleção era algo que não ocorria há 15 anos. A última vez havia sido em 2005, no jogo de despedida do ex-atacante com a camisa verde-amarela. Na ocasião, o Brasil venceu Guatemala por 3 a 0, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, com direito a um dos gols marcados pelo Baixinho, aos 16 minutos do 1º tempo. O duelo ocorreu no dia 27 de abril de 2005.

Oficialmente, Romário fez 70 jogos pela Seleção e marcou 55 gols. O Baxinho, hoje com 53 anos, disputou duas Copas do Mundo: 1990 e 1994. Na campanha do Tetra, além de campeão, foi o artilheiro da Seleção, com cinco gols.

Nos anos seguintes após sua aposentadoria, Romário se afastou da Seleção e da CBF, após desentendimentos com os presidentes da entidade que comanda o futebol brasileiro. O tom crítico à Confederação subiu ainda mais nos últimos anos, depois que o ex-jogador ingressou na vida política, primeiro como deputado e como senador da república, cargo que exerce atualmente. Convencido por companheiros do Tetra, Romário aceitou o convite para jogar em Fortaleza e selou, pelo menos por uma noite, a paz com a CBF.