PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Clubes do Nordeste na Série A se uniriam em campanha sobre óleo nas praias da região, mas Bahia se antecipou

Grupo de whatsapp foi criado com o intuito de promover uma ação coletiva, mas o projeto envolvendo Bahia, CSA, Ceará e Fortaleza não andou

23:03 | 20/10/2019
O óleo já foi encontrado em cerca de 190 praias do Nordeste brasileiro
O óleo já foi encontrado em cerca de 190 praias do Nordeste brasileiro (Foto: Reprodução/Twitter)

O vazamento de petróleo cru no Oceano Atlântico que está formando manchas enormes de óleo nas praias do Nordeste brasileiro será tema de uma campanha do Esporte Clube Bahia no jogo desta segunda-feira, 21, diante do Ceará, pela Série A do Brasileiro. As camisas da equipe baiana estarão manchadas de preto, em alusão ao desastre ambiental, com o intuito de reforçar a atenção para o problema e cobrar punição aos culpados.

O anúncio da campanha repercutiu muito bem na internet. Somente na conta do Bahia no Twitter, mais de 70 mil curtidas e 21 mil compartilhamentos foram registrados entre a tarde e a noite do domingo, 20. O lançamento da peça, no entanto, causou surpresa aos demais clubes do Nordeste que disputam a Série A, que combinavam uma campanha conjunta sobre o tema.

Na última quarta-feira, 16, o departamento de Marketing do CSA decidiu montar um grupo com representantes do mesmo setor de Bahia, Ceará e Fortaleza. A intenção era fazer uma ação envolvendo as quatro agremiações, chamando atenção para o problema do vazamento de óleo que afeta as praias do Nordeste. A ideia inicial proposta seria que os nordestinos entrassem em campo com os escudos manchados.

Depois de alguns dias de conversa, o marketing do Bahia avisou que já havia preparado algo com antecedência sobre o assunto e resolveu seguir adiante, se antecipando aos demais. O Esportes O POVO ouviu pessoas ligadas ao marketing ou comunicação de todos os clubes, que confirmaram a existência do grupo e a proposta de uma ação conjunta.

CSA e Ceará admitiram a surpresa com a investida solitária do Bahia, pois pensam que a campanha conjunta teria mais impacto, muito embora acreditem que a mensagem é mais relevante do que a forma como é transmitida. Os dois, inclusive, ainda planejam ações sobre o tema para as próximas rodadas, em parceria.

Já o Fortaleza disse ter entendido que a ação conjunta com os quatro nordestinos não evoluiu pelo fato do Bahia já ter algo avançado sozinho, mas não comentou se pretende ou não fazer algum manifesto, solitário em em conjunto, posterior.

O Bahia confirmou que já tinha algo desenvolvido quando foi convidado para a ação conjunta e que por isso não se manifestou no grupo, com o intuito de não perder o efeito de surpresa. Disse também que a proposta do CSA envolvia uma ação nos escudos, mas que apenas o Ceará teria se manifestado, mas não houve maiores avanços.

Você também pode gostar: