PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

FCF diverge do Ceará em pedido de anulação de jogo contra São Paulo e defende solução diplomática

Brenno Rebouças
17:07 | 21/08/2019
O uso do VAR vem levantando questionamentos no Brasil.
O uso do VAR vem levantando questionamentos no Brasil. (Foto: Julio Caesar/Julio Caesar)

A tentativa do Ceará de impugnar a partida contra o São Paulo via Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) foi vista como equivocada pela Federação Cearense de Futebol (FCF). O diretor jurídico da entidade, Eugênio Vasques, disse ao Esportes O POVO que a medida não conta com o apoio da mentora do futebol cearense e que a decisão tomada antes mesmo da reunião programada entre os presidentes dos clubes cearenses e a CBF, marcada para esta quinta-feira, 22, surpreende.

“A FCF jamais orientaria ao filiado tomar esta atitude. É uma tentativa sem perspectivas, até porque já tem precedentes (contrários). Nós defendemos o diálogo, que os clubes apresentem para a CBF as reclamações e busquem uma solução de forma diplomática”, disse Vasques. Para ele, diante disso, a reunião com o presidente da comissão de arbitragem, Leonardo Gaciba, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, tem solução prejudicada.

O diretor jurídico entende ainda que a interpelação do Ceará na justiça desportiva quebra o entendimento anterior, de que o árbitro da partida deveria ser punido. “Se fosse interposto uma medida contra o árbitro, o filiado teria total apoio da FCF, mas partiram para outro aspecto, que coloca um asterisco na partida e que causa desgaste antes mesmo da conversa que haveria com a CBF”, explicou.

Ainda assim, a reunião com os clubes, FCF e CBF está mantida para esta quinta-feira. Lá, dirigentes de Ceará e Fortaleza vão reclamar dos erros de arbitragem contra eles na Série A do Brasileiro.