Participamos do

Flamengo leva 2 a 0 do Emelec e se complica na Libertadores

Agora, o Rubro-Negro da Gávea vai precisar de uma vitória por três gols de diferença para conseguir a classificação, no Maracanã, na próxima quarta-feira.
00:29 | Jul. 25, 2019
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Flamengo foi derrotado pelo Emelec, do Equador, por 2 a 0, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no estádio George Capwell, em Guaiaquil, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Agora, o Rubro-Negro da Gávea vai precisar de uma vitória por três gols de diferença para conseguir a classificação, no Maracanã, na próxima quarta-feira. O time equatoriano pode perder até por um gol de diferença para ficar com a vaga. A repetição do placar a favor da equipe brasileira levará a decisão para a disputa de pênaltis.

O resultado fez justiça ao melhor desempenho do Emelec que soube aproveitar as oportunidades para marcar. O Flamengo decepcionou totalmente. A equipe dirigida por Jorge Jesus não se encontrou em momento algum da partida e não conseguiu aproveitar os 20 minutos em que ficou com um jogador a mais por causa da expulsão de Leandro Vega. No decorrer da partida, Diego se lesionou gravemente e os dois times ficaram em igualdade de condições. Os gols do time equatoriano foram marcados por Godoy, no primeiro tempo, e Caicedo, na etapa final.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O Jogo – O Flamengo começou assustando. Logo aos dois minutos, Diego recebeu na intermediária e chutou forte. A bola desviou na zaga e saiu para escanteio. O Emelec só conseguiu responder aos seis minutos com um chute de Godoy, que passou longe do gol defendido por Diego Alves.

Aos dez minutos, o time equatoriano marcou o primeiro gol. Guerrero cruzou da esquerda e Godoy, livre de marcação, completou para o gol, sem chances para o goleiro Diego Alves.

Mesmo depois de sair na frente, o Emelec seguiu pressionando e, após falha de Willian Arão, a bola ficou com Guerrero, mas Renê conseguiu afastar o perigo, desviando para escanteio.

Armado com dois laterais – Rodinei e Rafinha – no lado direito, o Flamengo encontrava dificuldades para ajustar sua marcação. Só depois dos 20 minutos é que a equipe rubro-negra passou a se organizar melhor para buscar o gol do empate. Aos 23 minutos, Diego bateu falta e a bola desviou na barreira e saiu para escanteio. Na cobrança do mesmo Diego, Willian Arão cabeceou fraco, e Dreer defendeu sem dificuldades.

Aos 29 minutos, Gabigol fez grande jogada individual, se livrou dos marcadores e chutou, mas Dreer fez grande defesa e evitou o empate. Muito atrapalhado, Willian Arão, por duas vezes, prejudicou o ataque do Flamengo ao colocar a mão na bola.

Em vantagem, o Emelec se fechava na defesa e tentava aproveitar os espaços deixados pelo adversário. Sem inspiração, o Flamengo tentava chegar ao gol em lances de bola parada. Aos 37 minutos, Diego levantou na área e Léo Duarte cabeceou para fora.

Mais preocupado com a marcação, o Emelec só voltou a aparecer na área brasileira aos 41 minutos em chute de Godoy, mas a bola saiu sem assustar Diego Alves. O Flamengo respondeu com um chute de Gabigol para fora.

As duas equipes voltaram sem modificações para o segundo tempo. Antes do primeiro minuto, o Flamengo quase sofreu o segundo gol. Rodrigo Caio foi afastar o perigo, de cabeça, e acabou jogando a bola nos pés de Angulo que se enrolou todo e não conseguiu a conclusão. Antes dos cinco minutos, o técnico do Emelec foi obrigado a fazer uma substituição por motivo de contusão. Saiu Cabezas e entrou Orejuela.

Aos oito minutos, o zagueiro Leandro Vega entrou duro sobre Rafinha e levou cartão vermelho, deixando a sua equipe com um jogador a mais. Para recompor a defesa, o técnico Ismael Rescalvo trocou o meia Queiroz pelo zagueiro Mejia.

No Flamengo, Jorge Jesus tentou tornar o time mais ofensivo para aproveitar a vantagem numérica. Ele tirou o lateral direito Rodinei e colocou o atacante Lincoln. Aos 12 minutos, após novo cruzamento na área equatoriana, Willian Arão subiu livre, mas cabeceou para fora. Aos 15, Gerson colocou Lincoln em condições de marcar, mas o jovem atacante bateu para fora, desperdiçando uma boa chance.

O treinador do Flamengo decidiu fazer novas alterações no Flamengo, que não estava conseguindo aproveitar a vantagem numérica e colocou Cuéllar e Lucas Silva nas vagas dos apagados Willian Arão e Gerson.

Com um jogador a menos, o Emelec se concentrou no meio campo e apenas Angulo ficava mais adiantado. E, aos 23 minutos, o Emelec quase ampliou. Guerrero fez boa jogada e cruzou para Orejuela, que só ajeitou para a entrada de Angulo, mas Léo Duarte conseguiu dividir com o atacante e evitar a conclusão.

Aos 27 minutos, o meia Diego sofreu uma entrada dura, sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo e precisou deixar o campo para ser atendido no vestiário, deixando o Flamengo também com dez jogadores.

Um minuto depois, Gabigol colocou Lincoln livre na área, mas o jovem atacante chutou em cima do goleiro Dreer. O Flamengo aumentou a pressão e, aos 32 minutos, Bruno Henrique lançou Lincoln na área, mas Caicedo chegou junto e conseguiu desviar para escanteio.

Aos 33 minutos, o Emelec ampliou a vantagem. Guerrero fez ótimo passe para o zagueiro Caicedo que se projetou ao ataque e chutou. A bola desviou no lateral Renê e tirou qualquer chance de defesa de Diego Alves.

Sem outra opção, a equipe da Gávea se lançou ao ataque para tentar descontar a vantagem e, aos 39 minutos, Renê acertou a trave de Dreer, que já estava batido. Aos 46, foi a vez de Bruno Henrique receber de Rodrigo Caio e chutar para defesa tranquila de Dreer.

FICHA TÉCNICA

EMELEC 2 X 0 FLAMENGO

Local: Estádio George Capwell, em Guayaquil (Equador)

Data: 24 de julho de 2019 (Quarta-feira)

Horário: 21h30(de Brasília)

Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina)

Assistentes: Diego Bonfa (Argentina) e Maximiliano del Yesso (Argentina)

VAR: Leodan Gonzalez(Uruguai)

Cartão Amarelo: Guerrero(Emelec); Willian Arão, Gerson, Léo Duarte, Bruno Henrique(Fla)

Cartão Vermelho: Vega(Emelec)

Gols:

EMELEC: Godoy, aos dez minutos do primeiro tempo; Caicedo, aos 33 minutos do segundo tempo

EMELEC: Estéban Dreer, Caicedo, Jaime, Leandro Vega e Oscar Bagüi; Arroyo, Godoy, Nicolas Queiroz(Mejia) e Bryan Cabezas(Orejuela): Fernando Guerrero(Carabali) e Bryan Angulo

Técnico: Ismael Rescalvo

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei(Lincoln), Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Rafinha, Willian Arão(Cuéllar), Diego e Gerson(Lucas Silva); Bruno Henrique e Gabigol

Técnico: Jorge Jesus

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags