PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Volta de Neymar irá acirrar disputa por posição no ataque da Seleção

11:03 | 09/07/2019
Brasil mostrou força coletiva na Copa América.
Brasil mostrou força coletiva na Copa América. (Foto: Pedro UGARTE / AFP)

Neymar foi cortado da Copa América ainda antes do início da competição por conta de uma lesão no tornozelo direito. Mesmo sem o camisa 10, a Seleção não demonstrou sentir a ausência do atacante e sagrou-se campeã do torneio. Uma das principais dúvidas que surgem com o fim do torneio gira em torno de qual jogador pode perder espaço quando o atleta do Paris Saint-Germain estiver novamente disponível.

No amistoso seguinte ao corte de Neymar, Tite optou pela entrada de David Neres na ponta-esquerda. O jogador do Ajax foi titular no amistoso contra Honduras e também na estreia da Copa América, contra a Bolívia. No entanto, Neres não conseguiu apresentar um futebol consistente em campo, em contrapartida a Everton, que entrou no segundo tempo da primeira partida do torneio e marcou um belo gol.

A partir da segunda partida, Everton assumiu a titularidade e, inclusive, terminou como artilheiro da competição, com três gols marcados. Mesmo que a posição natural de Neymar seja na ponta-esquerda, o boa fase do atacante do Grêmio deve trazer dor de cabeça ao Tite na montagem do time.

Outra opção para o treinador da Seleção seria escalar Neymar na posição que Phillipe Coutinho atuou na Copa América, como meia-atacante centralizado. O camisa 10 atuou em uma faixa mais central pelo Paris Saint-Germain na última temporada e poderia ser um organizador de jogadas na Seleção. O falta de inspiração do meia do Barcelona na Copa América pode pesar nessa escolha.

Tite gosta de ter um centroavante que funcione como referência no setor ofensivo, porém Neymar poderia trazer uma alternativa de maior mobilidade para o ataque brasileiro. Dessa forma, Roberto Firmino seria sacrificado, para que o camisa 10 atuasse como uma espécie de falso 9 ao lado de Everton, Gabriel Jesus, ou até mesmo Richarlison.

Neymar deve estar totalmente recuperado da lesão no ligamento do tornozelo direito até o início do calendário de 2019/20 de partidas oficiais do PSG. Apesar disso, o atacante deve perder parte importante da pré-temporada. O jogador, inclusive, não se reapresentou na segunda-feira com o restante do elenco e foi repreendido pelo clube.

Gazeta Esportiva