PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Ferroviário contesta pênalti que ocasionou gol do Sampaio Corrêa e analisa reclamação junto à CBF

Situação polêmica aconteceu quando o placar ainda estava empatado

10:22 | 27/05/2019
O resultado fez as duas equipes trocarem de posição na tabela de classificação e agora a Bolívia Querida é líder do grupo A
O resultado fez as duas equipes trocarem de posição na tabela de classificação e agora a Bolívia Querida é líder do grupo A (Foto: Lucas Almeida/Sampaio Corrêa)

Após a derrota por 3 a 1 para o Sampaio Corrêa fora de casa, o Ferroviário ficou na bronca com o desempenho da arbitragem do jogo e deve tomar medidas contra a penalidade marcada no segundo tempo ainda quando o placar estava empatado.

O polêmico lance começou no setor esquerdo da defesa coral, quando Welder cruzou para a grande área e a bola resvalou em Jonathas, do Ferroviário. O árbitro Luíz Pinheiro, do Mato Grosso, apontou para a marca da cal.

Ao Esportes O POVO, o presidente do clube, Newton Filho, afirmou que vai se reunir com o jurídico do clube para decidir qual ação deve ser tomada. Isso deve acontece após chegar à Capital - ele está retornando com a delegação do clube de São Luiz.

"Estamos analisando a melhor forma possível de defender a instituição Ferroviário. Os erros de arbitragem contra o clube já estão se acumulando com apenas cinco rodadas. Temos de deixar registrado o lance de ontem - marcado pelo bandeirinha, mas que estava com a visão encoberta. Jonathas, o jogador que ele afirma ter colocado a mão na bola, estava de costas para ele", disse.

"E não só isso, mas também o impedimento clamoroso que resultou no gol no empate contra o Botafogo-PB, logo na primeira rodada. Estou voltando de São Luiz nesse instante, e quando chegar a Fortaleza, vamos nos reunir com a diretoria jurídica para saber exatamente o que fazer", finalizou Newton.

Outro que ficou na bronca foi Marcelo Vilar. O técnico disse em coletiva que o gol originado da penalidade influenciou diretamente no rendimento dos atletas dentro de campo, mas que jogadores e comissão estão focados e que esse assunto cabe agora à diretoria.

"A Série C é assim. Nos dois últimos jogos já temos o que reclamar da arbitragem. No futebol não podemos nos empolgar demais com as vitórias e nem lamentar das derrotas. A nossa diretoria vai saber tomar as medidas cabíveis, mas nós da comissão técnica e jogadores estamos focados é no que vai acontecer dentro de campo. Esse pênalti afetou o rendimento dos jogadores em campo e influenciou diretamente no resultado final", afirmou.

O Ferroviário estava na liderança, mas com a derrota trocou de posição com a Bolívia Querida e caiu para a segunda colocação, com dez pontos. Na próxima rodada, o time da Barra enfrenta o ABC, em Natal. A partida está marcada para o próximo domingo, 2, no estádio Frasqueirão.

Matheus Vitor