Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Marcius Melhem volta às redes sociais com indiretas para Dani Calabresa

Acusado de assédio pela ex-colega de trabalho, Marcius Melhem se diz inocente e ironiza denúncia nas redes

Humorista e ex-diretor da Rede Globo, Marcius Melhem voltou a compartilhar a vida pessoal na internet. O retorno foi no fim do mês de maio, dois anos após as acusações de assédio que o levaram a sair de cena. Nas novas publicações, ele lançou indiretas para Dani Calabresa e outras mulheres que o acusaram de assédio sexual.

Dani é a única denunciante contra Melhem que não manteve o anonimato, mas outras oito mulheres também relatam episódios de assédio. Segundo ela, os crimes foram cometidos enquanto Marcius era seu chefe. Os relatos vão desde assédios morais, atos libidinosos e sabotagem profissional. À época das denúncias, a apresentadora disse estar ‘traumatizada’ e fontes próximas relataram sofrimento psicológico. As investigações seguem em andamento.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Indiretas

No último sábado, 28, a humorista Dani Calabresa esteve no programa Altas Horas. O hit de abertura foi “É o Tchan” e ela dançou. No domingo, Melhem relembrou o passado e ironizou a cena.

“Viu o É o Tchan no Serginho [Groisman]? Lembra da alegria cantando isso na sua casa? Eu tava e vi.”, escreveu um seguidor não identificado. “Boa lembrança. Não só lembro, como tá no feed. Uma felicidade, né?”, alfineta.

A mensagem faz referência a uma festa na casa de Marcius em que Dani e outros colegas dançaram a música. As imagens são de dezembro de 2017, um mês depois do suposto assédio. Os defensores do acusado questionam se a vítima teria ido a uma festa do assediador.

Em outra publicação, Melhem lançou questionamentos sobre pessoas que “mentem e usam causas fundamentais para atingir e destruir”. A mensagem, que não cita nomes, foi entendida por seguidores como mais um ataque à Dani, que estaria se aproveitando da causa feminista.

Me too

O movimento das mulheres em denunciar Melhem foi influenciado pelo “Me too”, que estimulava mulheres a quebrar o silêncio sobre abusadores. O início do movimento foi em 2017, quando a atriz Alyssa Milano postou no Twitter a hashtag em referência aos escândalos envolvendo o produtor Harvey Weinstein.

Em Hollywood, diversos casos vieram à tona. No mundo, a hashtag foi utilizada em mais de 85 países e se tornou a personalidade do ano, eleita pela revista estadunidense Time.

Colunistas sempre disponíveis e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.

%MCEPASTEBIN%

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar