PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Vera Fischer faz homenagem à Pocah e revela que mãe da cantora foi babá do seu filho

A foto publicada no Instagram da atriz Vera Fischer, nessa quinta-feira, 7, conta a história de como as duas se conheceram. A mãe de Pocah foi babá de Gabriel, filho de Vera

16:43 | 08/01/2021
A atriz Vera Fischer revelou, por meio de uma publicação no seu perfil no Instagram, que conhece a cantora de funk Pocah há muito anos (Foto: Reprodução/Instagram)
A atriz Vera Fischer revelou, por meio de uma publicação no seu perfil no Instagram, que conhece a cantora de funk Pocah há muito anos (Foto: Reprodução/Instagram)

A atriz Vera Fischer revelou, por meio de uma publicação no Instagram, que conhece a cantora de funk Pocah há muito anos. Isso porque a mãe da cantora, Inês, foi babá de Gabriel, filho da atriz com o ator Felipe Camargo. A foto publicada nessa quinta-feira, 7, conta a história de como as duas se conheceram.

Na publicação, Vera escreveu: "O TBT de hoje vai pra essa menininha linda e meiga chamada Viviane e que se tornou (nada mais, nada menos) o mulherão Pocah. Vou contar a história: nos anos 90 quando meu filho Gabriel nasceu, eu procurava uma babá que fosse carinhosa, responsável e honesta. Achei: chama-se Inês, mãe de Viviane e Vinicius”.

Ainda na foto, a atriz ressaltou que a família de Pocah conviveu com ela até Gabriel ter 20 anos. “A gente era uma tchurma muito bacana e amorosa. Íamos pra todo canto juntos”, revelou. Em seguida, Vera parabenizou Pocah pelo sucesso que conquistou, a chamando de “Vivi”, como a conheceu.

Leia Também | Relembre as músicas que fazem 20 anos em 2021

“Vivi sempre foi uma menina esperta, sempre soube o que queria, e quero parabenizá-la pelo seu sucesso e ousadia. Hoje Vivi é Pocah, funkeira de sucesso. Seu clipe musical com Pabllo Vittar foi proibido no YouTube... Qual é??? Estamos em 2021!”, protestou.

Apesar de revelar que não escuta funk, Vera defendeu o ritmo. “Não é o tipo de som que eu ouço, mas é uma maneira legítima de reivindicar que ninguém manda nela (nelas!). Para o público consumidor a música dá o recado. É ousada e inclusiva, o que é muito louvável e importante. Preconceito de qualquer forma é velho, deprimente e revoltante”, completou.

Leia Também | BBB21: spoilers da nova edição do reality divulgam confinamento até maio