PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Louro azul: Ana Maria Braga nega substituição de Louro José no "Mais Você"

O irmão de Louro José foi criado para aparecer em uma ação no Sítio do Pica Pau Amarelo

12:43 | 20/11/2020
Diferente do irmão, o Louro João tem a penugem azul (Foto: Reprodução)
Diferente do irmão, o Louro João tem a penugem azul (Foto: Reprodução)

Desde a morte do ator Tom Veiga, que interpretou por mais de 20 anos o papagaio Louro José, o vídeo de uma versão azul do personagem roda pelas redes sociais. Ana Maria Braga comentou sobre as imagens e negou a substituição do Louro José no programa "Mais Você". Conhecido como Louro João, o pássaro de penugem azul foi criado especialmente para uma aparição na televisão.

LEIA MAIS: Ator Tom Veiga morreu em consequência de aneurisma cerebral

+ Ana Maria Braga lamenta morte de Tom Veiga, intérprete de Louro José: "Perdi meu amigo, meu filho"

A apresentadora comentou que vinha recebendo muitas perguntas sobre o irmão do papagaio e esclareceu como ele foi criado para aparecer em uma ação no Sítio do Pica Pau Amarelo. "Muita gente me perguntando do tal Louro azul… Esse é o Louro João, irmão do Louro José, que nos últimos dias foi muito comentado pela internet”, disse ela em postagem nas redes sociais.

Ana Maria afirmou também que ele não é um substituto de Louro José no programa matinal. "Não é o substituto do Louro, foi criado especialmente para uma ação no Sitio do Pica Pau Amarelo. O Louro José é único", completou ela.

Confira o vídeo da aparição do Louro João, o papagaio azul: 

Na postagem, o apresentador Fernando Rocha deixou seu comentário "Louro João icônico! Louro José eterno e insubstituível!". Os internautas também apoiaram a decisão de não substituir o personagem. "Louro jamais vai ser substituído", disse uma mulher. "Louro José é único e amado pelo Brasil", disse outra.

O ator e humorista Tom Veiga, intérprete do Louro José, morreu em consequência de um aneurisma cerebral, que se rompeu e provocou um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico. O ator foi encontrado morto por amigos na casa em que morava em um condomínio da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Tom Veiga, de 47 anos, deixou quatro filhos.