PUBLICIDADE
Noticia

Demitida da Record, Andressa Urach diz que doou R$ 1,5 milhão à Universal

Em suas redes sociais, modelo compartilhou o rompimento com Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), do bispo Edir Macedo, também proprietário da Rede Record de Televisão

13:46 | 14/11/2020
Andressa Urach desabafou em suas redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram @andressaurachoficial)
Andressa Urach desabafou em suas redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram @andressaurachoficial)

Após seis anos trabalhando na Rede Record, Andressa Urach foi demitida nesta sexta-feira, 13. Por meio de suas redes sociais, a modelo informou sobre o desligamento e ainda revelou detalhes sobre o rompimento com a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). Andressa disse ter doado mais de R$ 1,5 milhão à instituição religiosa do bispo Edir Macedo - também proprietário do canal televisivo. Em sua análise, passou por uma "lavagem cerebral" durante o período em que foi fiel na igreja.

"Me levaram praticamente tudo que eu tinha, foi mais de R$ 1,5 milhão que doei nesses últimos anos para a instituição, fora o meu amor e tempo que dediquei, como todos sabem. Agora que não tenho mais dinheiro para dar, ainda fui demitida da Record. Parabéns, Igreja Universal, por levar minha alma ao inferno!", escreveu Andressa Urach.

A modelo já havia anunciado rompimento com a Igreja Universal em outubro deste ano. Desde então, faz várias publicações criticando a IURD. Em uma delas, afirmou sofrer mais preconceito dentro da instituição do que o enfrentado na época em que era garota de programa.

LEIA MAISAndressa Urach revela decepção com igreja: "Nunca me senti assim nem no tempo da prostituição"

Desde o afastamento, Andressa tem sido mais ativa nas redes sociais. Inclusive, teve o nome especulado como possível participante do próximo Big Brother Brasil, já que o reality da Rede Globo deve repetir a fórmula de anônimos e famosos - sucesso na edição de 2020.

Com informações do Correio 24 horas