Participamos do

Brasil tem 12 casos da sublinhagem BA.2 da Ômicron, informa Ministério da Saúde

Foram notificados sete casos em São Paulo (SP), três no Rio de Janeiro (RJ), um em Santa Catarina (SC) e um em Minas Gerais (MG)
15:08 | Fev. 18, 2022
Autor Gabriela Custódio
Foto do autor
Gabriela Custódio Repórter de Cotidiano
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Oficialmente, foram identificados no Brasil 12 casos de Covid-19 causados pela sublinhagem BA.2 da variante Ômicron, segundo o Ministério da Saúde (MS). Sete dessas notificações foram feitas de São Paulo (SP), e outras três, do Rio de Janeiro (RJ). Um caso foi em Santa Catarina (SC) e outro, em Minas Gerais (MG). Em resposta ao O POVO, por e-mail, a Pasta informou que esses casos foram notificados até essa quarta-feira, 16.

Monitoramento da variante Ômicron do Instituto Todos pela Saúde (ITpS) analisou 105.985 testes RT-PCR (Thermo Fisher) realizados em 604 municípios de 26 estados. Eles foram realizados pelos laboratórios DB Molecular, Dasa e CDL no período entre 5 de dezembro de 2021 e 12 de fevereiro de 2022.

Na semana de 6 a 12 de fevereiro, quase todas as amostras positivas para a doença foram causadas pela variante Ômicron (BA.1). Ao todo, naqueles sete dias, houve 853 casos confirmados — dos quais 98,9% (844) foram de Ômicron (BA.1). A variante foi detectada em 374 municípios de 25 estados.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O ITpS também está monitorando como a BA.2 irá se comportar frente à BA.1. "A BA.2 é mais transmissível que a BA.1 e segue se disseminando pelo mundo, já sendo observada em ao menos 57 países", aponta o Instituto.

Nas últimas semanas, segundo o monitoramento do ITpS, a positividade de testes caiu de 67,6% para 51,4%, apesar de a Ômicron seguir se disseminando pelo País. A variante já foi detectada em pelo menos 374 municípios brasileiros.

"Os surtos da variante Ômicron não ocorrem em sincronia, ou seja, alguns estados e municípios podem hoje observar uma queda no número de casos enquanto outros observam aumento", aponta o relatório. Dessa forma, as medidas de prevenção devem ser adotadas seguindo o cenário epidemiológico local.

Independentemente da variante ou da sublinhagem do Sars-Cov-2, vírus que causa a Covid-19, as medidas de prevenção à doença continuam sendo as mesmas já conhecidas: "vacinação, máscara, distanciamento social, boa circulação de ar em ambientes fechados e hábitos de higiene", indica o Instituto Todos pela Saúde.

Atualizada às 15h43min

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags