Participamos do

Covid-19: vacinados com a segunda dose até junho deste ano já podem ser chamados para reforço

Os vacinados com a Janssen devem receber a segunda dose da vacina após dois meses da aplicação do primeiro imunizante. Fortaleza disse que aguarda o envio de vacinas da marca pelo Ministério da Saúde
23:32 | Nov. 22, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A aplicação da dose de reforço para a população em geral, iniciada em Fortaleza no último sábado, 20, deve obedecer ordem decrescente de idade, assim como o critério do intervalo mínimo de cinco meses da aplicação da segunda dose. Na lista desta segunda-feira, 22, por exemplo, a Prefeitura divulgou agendados nascidos entre os anos de 1961 e 2000, conforme os critérios determinados. Pessoas que tomaram a segunda dose até junho deste ano já podem ser chamadas.

Além dos idosos, incluídos na primeira etapa da aplicação de doses de reforço, pessoas jovens com comorbidades e que exercem profissões específicas — como os profissionais das forças de segurança — foram vacinadas nos primeiros meses da campanha de imunização no Ceará. Conforme estimativa populacional do Plano de Operacionalização para Vacinação contra a Covid-19, 627.572 pessoas no Estado têm comorbidades e 406.137, deficiência permanente.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

No caso das pessoas que foram imunizadas com a Janssen, antes considerada dose única, torna-se necessária a aplicação de duas doses. “Quem já tomou a Janssen, agora vai tomar a segunda dose do mesmo imunizante. E, lá adiante, cinco meses após (a segunda dose), um reforço com imunizante diferente”, disse Queiroga. A segunda dose da Janssen deverá ser ministrada a partir de dois meses da primeira aplicação. A Prefeitura de Fortaleza disse que aguarda envio de imunizantes da marca para completar o ciclo vacinal.

A decisão de vacinar toda a população acima de 18 anos com a terceira dose de reforço partiu do Ministério da Saúde, após divulgação de dados preliminares de estudos científicos que indicam a necessidade de uma dose de reforço para o sistema imunológico após o quinto ou sexto mês. A intenção, de acordo com o ministro Marcelo Queiroga, é evitar uma possível nova onda da doença, que já causa medidas mais restritivas em países da Europa.

Além do reforço da terceira dose, o Ministério da Saúde está fazendo uma campanha para que os brasileiros retornem para tomar a segunda dose contra a Covid-19, com o slogan “Proteção pela metade não é proteção". No total, mais de 21 milhões de brasileiros precisam tomar a segunda dose da vacina. No Ceará, são 6,7 milhões vacinados com a primeira dose e 5,4 milhões que tomaram as duas vacinas.

O Ministério da Saúde garante que tem doses suficientes para realizar a vacinação de toda a população com a dose de reforço. O órgão federal estima que atualmente, há cerca de 12 milhões de pessoas que podem receber a dose de reforço, de acordo com o intervalo de cinco meses para a segunda dose.

Quando começar a verificar a listas da dose de reforço

O principal fator para começar a olhar as listas de vacinação para a dose de reforço é o intervalo para a segunda dose. Pessoas com mais de 18 anos que completaram o ciclo vacinal até junho devem ficar atentas para o dia e horário de sua vacinação. Em Fortaleza, a divulgação dos agendados continua sendo feita por meio do site oficial da Prefeitura, assim como por meio do Vacine Já, informando o número do CPF e da data de nascimento.

(Com Agência Brasil)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags