Participamos do

Covid: população com menos de 60 anos começa a receber 3ª dose em Fortaleza

A partir deste sábado, 20, a população fortalezense com 60 anos para baixo já pode ser agendada para receber a terceira dose da vacina contra a Covid-19, considerando cinco meses de intervalo entre a segunda dose e a terceira
16:02 | Nov. 20, 2021
Autor Catalina Leite
Foto do autor
Catalina Leite Repórter do OP+
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Pessoas com 60 anos ou menos e que já tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19 há cinco meses já estão aptas a receber a dose de reforço do imunizante. Quem se encaixa nessa descrição começou a ser agendado e vacinado neste sábado, 20, em Fortaleza.

O POVO acompanhou a manhã de vacinação no Centro de Eventos, onde o serviço funcionou por meio de drive-thru. O local atendeu principalmente idosos para a terceira dose. No entanto, já houve aqueles mais novos recebendo o imunizante, como a médica Marcela Lima, de 34 anos. Ela tomou a segunda dose (D2) em fevereiro, no município de Camocim.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Quando veio para a residência em Fortaleza, precisou abrir um processo na Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza (SMS) para estar apta a receber a terceira dose (D3) na Capital. Ela recebeu a confirmação na sexta-feira, 19, e foi encaminhada ao Centro de Eventos para receber o reforço.

Marcela Lima, de 34 anos, recebeu dose de reforço neste sábado, 20
Marcela Lima, de 34 anos, recebeu dose de reforço neste sábado, 20 (Foto: FERNANDA BARROS)

"Para todos os profissionais de saúde foi bem difícil. Tá sendo, porque estamos ainda no meio da pandemia. Passa todo um filme do que foi vivido durante o processo de trabalho, das dificuldades, inquietações, dúvidas sobre a nova doença... E é uma felicidade poder estar aqui, bem, com saúde, e meus familiares também", comemora.

Do outro lado, estão os pacientes que sobreviveram à Covid-19 e recebem a terceira dose com esperança. Rosa Miguelina, 70, contraiu a doença em 2020 e precisou ficar internada. "Gosto nem de falar", confessa. "Ela estando doente, a casa fica toda doente", explica a nora de Rosa, Adriana. "Por isso que a gente fica trazendo [para tomar a vacina]. Se tiver a quarta dose nós trazemos, se tiver a quinta também", brinca.

Teve também quem pegou a doença de maneira branda, sem precisar ficar no hospital. É o caso do segurança patrimonial Moisés Tavares, 48, que recebeu a dose de reforço neste sábado, 20. Ele tomou a segunda em março deste ano, mas perdeu o agendamento da terceira há um mês. Decidiu ir ao Centro de Eventos hoje, sem saber se conseguiria o imunizante, e saiu com um sorriso no rosto de dever cumprido. 

Terceira dose para maiores de 18 anos

Na terça-feira, 16, o Ministério da Saúde anunciou que a aplicação da dose de reforço será ampliada para todos acima de 18 anos. A vacina a ser usada na injeção extra deve ser preferencialmente a Pfizer, segundo orientação da pasta. Porém, também podem ser usados os imunizantes da AstraZeneca e da Janssen. No caso dos imunossuprimidos, a dose adicional é com prazo de 28 dias após a segunda dose.

Para o público que recebeu uma dose da marca Janssen, de acordo o Ministério da Saúde, deverá ser aplicada uma segunda dose da mesma marca dois meses após a primeira dose. Com isso, Fortaleza aguarda o envio de novos lotes dessa marca para dar continuidade ao esquema vacinal do público contemplado. Cinco meses após a segunda dose, eles também devem receber o reforço, desta vez da marca Pfizer.

Documentos

Ao comparecer no centro de vacinação, é necessário apresentar documento de identidade com foto, CPF, Cartão Nacional de Saúde (CNS), comprovante de residência e cartão de vacinação.

Tenha acesso a reportagens especiais. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags