Participamos do

Covid-19: Ceará começa a vacinar público de 12 a 17 anos até o fim da semana

Conforme a Secretaria da Saúde, o Ceará está próximo de concluir a vacinação de adultos para iniciar vacinação de crianças e adolescentes contra a Covid-19
15:44 | Ago. 23, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará deve começar a vacinar crianças e adolescentes entre 12 e 17 anos contra a Covid-19 partir do fim desta semana. Conforme a secretária executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Magda Almeida, o Ceará está próximo de finalizar a vacinação de adultos. Após conclusão da repescagem da primeira dose, alguns municípios devem iniciar vacinação de crianças e adolescentes até o fim desta semana. 

Segundo a pasta, 386.377 mil pessoas nessa faixa etária realizaram o cadastro no Saúde Digital até a última sexta-feira, 20. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), contudo, existem 1.049.462 jovens nesse grupo populacional no Estado. O imunizante da Pfizer é o único autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para público entre 12 e 17 anos no Brasil.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"É importante que os pais cadastrem essas crianças para que elas possam receber a vacina o mais breve possível. Assim como nos adultos, a crianças e adolescentes com comorbidades, gestantes, puérperas e lactantes têm prioridade. Isso não significa que elas terão agendamento específico. Mas que elas têm prioridade na alocação da fila quando chegam para a vacinação", detalhou Magda. 

Ela frisou ainda que os adultos que faltaram a aplicação da primeira dose, compareçam na segunda oportunidade pois os municípios estão concluindo as repescagens para começar a vacinação de crianças e adolescentes no fim de semana. 

Cadastro

Para realizar o cadastro, é preciso informar nome completo, CPF, data de nascimento, raça, número do cartão nacional de saúde e telefone para contato, por exemplo. A Sesa ressalta a importância de preencher os dados com as informações corretas e verdadeiras para que a vacinação ocorra de forma organizada e mais ágil. As prefeituras são responsáveis por cadastrar a população que não tem acesso à Internet.

LEIA TAMBÉM | Passo a passo: como se cadastrar para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags