PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Religioso que debochava de vacinas morre de Covid-19 aos 34 anos

Em junho, pouco antes de ser internado, ele publicou em uma rede social que "tinha 99 problemas e vacina não era um deles"

16:21 | 25/07/2021
Religioso estava internado desde 30 de junho  (Foto: Facebook:Stephen Harmon/reprodução )
Religioso estava internado desde 30 de junho (Foto: Facebook:Stephen Harmon/reprodução )

Um homem de 34 anos chamado Stephen Harmon morreu em decorrência da Covid-19, após 25 dias internado na Califórnia. Nas redes sociais, o religioso se dizia antivacina e acreditava que a sua fé religiosa o protegeria contra o vírus. Harmon era frequentador da Igreja Hillsong, uma vertente evangélica que se diz "cristã contemporânea". As informações são da BBC News. Ele morreu na última quarta-feira, 21.

Stephen estava internado desde 30 de junho, quando foi diagnosticado com pneumonia e Covid-19. Dias antes de ser internado, ele havia postado em sua conta no Twitter que "tinha 99 problemas e vacina não era um deles". Na manhã do dia 21, antes de ser entubado, ele publicou nessa mesma rede que havia decidido aceitar a intubação. "Não sei quando vou acordar, por favor, orem", finalizou o tweet.

Apesar de sua luta contra o vírus ao longo de quase um mês, Harmon ainda dizia que rejeitaria ser vacinado, afirmando que sua fé religiosa o protegeria.

"Não sei quando vou acordar, por favor, orem", finalizou o último tweet publicado na conta de Stephen.
"Não sei quando vou acordar, por favor, orem", finalizou o último tweet publicado na conta de Stephen. (Foto: Twitter/reprodução )

O fundador da igreja Hillsong, Brian Houston, lamentou a morte de Stephen pelas redes sociais. Em entrevista à CNN US, ele afirmou que a vacina é uma "decisão pessoal de cada indivíduo a tomar com o conselho de profissionais médicos".