PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

MPCE solicita quantitativo de professores vacinados à Sesa e SMS

De acordo com Conselho, um dos objetivos do requerimento é traçar, com base nos dados, ações para a Educação no Estado

23:02 | 01/07/2021
Além disso, também foi solicitado o percentual de profissionais que, por opção, decidiram não se vacinar (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Além disso, também foi solicitado o percentual de profissionais que, por opção, decidiram não se vacinar (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O Centro de Apoio Aperacional da Educação (Coaeduc), que faz parto do Ministério Público do Ceará (MPCE), fez requerimento para que as Secretarias de Educação de Fortaleza (SME) e do Estado (Seduc) informem sobre o quantitativo de professores da rede de ensino da Capital que já se vacinaram contra a Covid-19. O pedido foi oficializado nesta quinta-feira, 1º. Além disso, também foi solicitado o percentual de profissionais que, por opção, decidiram não se vacinar.

LEIA MAIS | Estagiários da Educação são impedidos de se vacinarem no Centro de Eventos

De acordo com o Centro de Apoio, a imunização contra o coronavírus tem como objetivo preservar a saúde e a segurança, individual e coletiva, de trabalhadores que exercem atividades laborais, como os eles profissionais da educação. Além disso, a imunização também é eficiente para proteger aqueles que com quem mantém contato com esses servidores.

LEIA MAIS | Por que é difícil desenvolver um medicamento contra a Covid-19?

Ainda, segundo o Caoeduc, a promoção, acompanhamento e fiscalização da execução e do acesso à Educação, sobretudo em meio aos desafios impostos pela pandemia, tem como intuito discutir e traçar providências sobre a situação educacional cearense.