Participamos do

Festas e aglomerações de pessoas são encerradas em diversos bairros de Fortaleza

No total, foram 113 fiscalizações, com 20 autuações e 15 estabelecimentos interditados por descumprimento às medidas sanitárias de combate à pandemia de Covid-19
11:07 | Mai. 24, 2021
Autor Júlia Duarte
Foto do autor
Júlia Duarte Estagiária
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Mesmo sem o avanço da flexibilização no Ceará, Fortaleza registrou desde a sexta-feira até o domingo (23 a 25 de maio) aglomerações de pessoas e festas em diversos bairros. Ao todo, 11 festas foram encerradas, entre elas atividades em que os frequentadores não utilizavam máscara e consumiam álcool em locais como Conjunto Ceará, Bairro de Fátima e Maraponga. Aglomerações em torno de pequenos comércios que vendem churrasco, os conhecidos "espetinhos", nos bairro Messejana, Dias Macedo, Passaré e Joaquim Távora também foram fiscalizados por agentes da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) e da Guarda Municipal.

LEIA MAIS | Sem avanço na reabertura, veja horário de funcionamento de estabelecimentos no Ceará

No total, foram 113 fiscalizações, com 20 autuações e 15 estabelecimentos interditados por descumprimento ao decreto estadual com as medidas sanitários no combate à pandemia de Covid-19. "Muitas festas e aglomerações, nós não estamos ainda em vida normal totalmente, precisamos ter cautela neste momento para que as unidades de saúde tenham uma folga", explica superintendente da Agefis, Laura Jucá.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"São imagens de desalento para a gente, vemos UTI lotadas e na contramão vemos pessoas fazendo festas", pontuou ela. A titular ressaltou a importância de não aglomerar e continuar com a utilização da máscara, seguindo também que está no decreto estadual. O Ceará prorrogou o decreto de isolamento divulgado na semana passada, sem avançar na flexibilização. 

LEIA MAIS | Em Aquiraz, aglomeração é encerrada e 75 pessoas são conduzidas à delegacia

No decreto anterior, anunciado há uma semana, Governo autorizou o avanço da flexibilização nas macrorregiões de Fortaleza e Sobral. Em vigor desde a última segunda-feira, 17, o documento atual autoriza comércios de rua, restaurantes e shoppings a terem seu horário de funcionamento ampliado e com capacidade de até 50%, de segunda-feira à domingo. Entretanto, festas, eventos, feiras, aglomerações e circulação de pessoas em praias, praças e calçadões, exceto para práticas de esportes individual, continuam proibidos.

Para coibir aglomerações em outros locais da Capital, foram instalados gradis no Centro, próximo à rua José Avelino. A medida, juntamente com a colocação de grades na Praia dos Crush, durante os fins de semana, também continuarão. O titular da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec), Coronel Holanda, ressalta ainda que os comerciantes devem ficar atentos e cumprir com a capacidade máxima de 50% nos estabelecimentos, especialmente nos shoppings. "Estamos fiscalizando e percebemos as pessoas mais relaxadas, e tem um número maior de pessoas dentro de uma loja do que o decreto permite neste momento. Temos ido a shoppings porque percebemos o aumento de pessoas acima do permitido do decreto. 

Denúncias 

As fiscalizações têm acontecido com base em dados de bairros ou regiões com maiores índices de contaminação, além de buscas ativas e denúncias da população, segundo informou a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis). O órgão pode ser acionado por meio do aplicativo Fiscalize Fortaleza (disponível para Android e IOS), do site denuncia.agefis.fortaleza.ce.gov.br e do telefone 156. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags