Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Festas clandestinas com aglomeração de pessoas são encerradas no Interior do Ceará

Em Guaiúba, aconteceria uma rave com expectativa de público de 4.500 pessoas; Eventos seguem proibidos no Estado em razão da pandemia de Covid-19

Uma festa, com cerca de 50 pessoas e paredões de som, foi encerrada no município de Pentecoste, na madrugada deste domingo, 16. Policiais Militares da 2ª Companhia do 11º Batalhão Policial Militar foram acionados, por volta das 4 horas, após denúncias sobre o evento irregular e por perturbação do sossego.

No local, os agentes encontraram pessoas aglomeradas (em desacordo com o decreto governamental em vigência), fazendo uso de bebidas alcoólicas e de som alto. Dois paredões de som foram apreendidos.

Os proprietários dos veículos acoplados com os paredões foram identificados e, juntamente com os aparelhos de som, foram levados à Delegacia Regional de Itapipoca. Na unidade de polícia judiciária, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por infringirem determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

 

Guaiúba

Também na madrugada deste domingo, 16, outra festa clandestina foi encerrada no município de Guaiúba. Na ocasião, 11 pessoas, entre elas a organizadora do evento e o proprietário do imóvel, foram levadas à Delegacia Metropolitana de Horizonte.

Conforme a Vigilância Sanitária do Estado, uma rave estava marcada para acontecer no local e tinha expectativa de público de 4.500 pessoas. Essa mesma festa já havia sido impedida pela Policia Militar, em fevereiro.

Policiais Militares do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), em conjunto com agentes da Vigilância Sanitária, fecharam o espaço antes de o evento começar.

O órgão afirma ainda que havia "muitos alimentos sem a menor obediência às boas práticas de armazenamento e manipulação de alimentos, o que poderia causar um surto de doenças transmitidas por alimentos".

A organizadora da festa foi autuada por não usar máscara e afirmar não ter.

Denúncias


Denúncias de aglomerações e outros descumprimentos à medidas contra a Covid-19 podem ser feitas por meio do 190.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar