PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Universitária de 21 anos morre vítima de Covid-19 duas semanas após perder o pai para a doença

Renata Satim, 21, estava internada na Santa Casa de Jales desde o início de março, assim como seu pai

00:31 | 22/03/2021
A estudante Renata Satim, 21, morreu de Covid-19 no interior de São Paulo.
 (Foto: Reprodução/Facebook)
A estudante Renata Satim, 21, morreu de Covid-19 no interior de São Paulo. (Foto: Reprodução/Facebook)

A universitária Renata Satim, 21, morreu em decorrência de complicações da Covid-19 nesse sábado, 20. A jovem veio a óbito duas semanas depois de ter perdido o pai, Adalto Satim, 52, pela mesma doença. De acordo com o UOL, ela era estudante do curso de Estética e moradora do município de Jales, no interior de São Paulo. 

Renata estava internada na Santa Casa de Jales desde o início de março, assim como seu pai. Ele faleceu no dia 3 de março, após ser transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e não resistir à doença. A jovem ficou internada e não chegou a saber do falecimento do pai.

Em um de seus últimos posts nas redes sociais, Renata se emocionou ao mostrar a homenagem que recebeu do pai, há cerca de um mês, no seu aniversário. "Muito linda a homenagem que recebi do meu pai ontem, que foi o dia de comemorar mais um ano de vida e com certeza eu comemorei no melhor lugar, na casa de Deus e ainda recebi homenagem. Gratidão por tudo", disse ela ao compartilhar um vídeo. Os dois estavam em evento religioso e usavam máscaras. Nas imagens, ela recebe flores enquanto pai discursa na igreja.

A prima da vítima, Daiane Satim, lamentou a situação. "Estamos arrasados. Ela (Renata) era muito ligada ao pai e aos irmãos. Uma jovem linda, radiante e com muitos sonhos. Era querida por todos. Lutou muito para vencer essa doença nos dando forte exemplo de persistência. Nossos corações estão despedaçados. Só peço a todos que se cuidem, que haja uma gestão eficaz da pandemia. Todas essas vidas importam", afirmou, emocionada.

A Santa Casa de Jales informou que não dá nenhum tipo de detalhes sobre a morte de pacientes internados lá. Renata deixa mãe, dois irmãos e o marido.