PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

População pode tirar dúvidas sobre cadastro de vacinação por telefone

Além do telefone, há uma aba com explicações sobre cadastro, agendamento e comprovação de documentos na plataforma Saúde Digital

Júlia Duarte
14:24 | 11/03/2021
Além de idosos, outros perfis de pessoas se enquadram no cadastro de prioridades  (Foto: JÚLIO CAESAR)
Além de idosos, outros perfis de pessoas se enquadram no cadastro de prioridades (Foto: JÚLIO CAESAR)

A população agora pode esclarecer dúvidas sobre o cadastro de vacinação de grupos prioritários, iniciado na segunda-feira, 8, por meio do número 0800 275 1475. O serviço é disponibilizado pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). Há também uma sessão,  na plataforma Saúde Digital, de perguntas frequentes relacionadas ao cadastramento para imunização contra Covid-19.

A aba traz explicações sobre cadastro, agendamento e comprovação de documentos. O esforço segue como explicação após uma informação incorreta circular pelas redes sociais nesta quarta-feira, 10. O texto afirmava que o cadastramento de vacinação contra a Covid-19 no Ceará passou a ser obrigatório para pessoas acima de 18 anos e precisava ser feito dentro de 15 dias.

>>O quadro de perguntas e respostas pode ser conferido aqui 

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), obrigatoriedade não existe e mesmo que outras pessoas consigam acessar cadastro, somente quem for do grupo prioritário é quem vai, diante da chegada das doses, conseguir agendar dia da aplicação do imunizante. 

O processo só irá garantir o agendamento da imunização a quem se enquadrar dentro dos grupos prioritários, não existindo obrigatoriedade ou previsão de vacinação para a faixa-etária descrita na mensagem.

"Agora é apenas o cadastro. Depois, de acordo com a chegada de vacinas, os cadastrados farão o agendamento. Nosso foco agora continua sendo os grupos prioritários informados na segunda feira. Qualquer mudança, comunicamos oficialmente", reforçou o órgão.

Confira os grupos prioritários quem a recomendação para cadastro:

Fase 1 (atual):

População indígena aldeada;
Idosos a partir de 60 anos institucionalizados;
Trabalhadores de Saúde;
Pessoas com deficiência institucionalizadas;
Idosos a partir de 75 anos.

Fase 2:

Povos e comunidades tradicionais quilombolas;
Idosos a partir de 60 anos.

Fase 3:

Pessoas com deficiência permanente;
Pessoas com morbidades.

Fase 4:

População privada de liberdade;
Funcionários do sistema de privação de liberdade;
Forças de segurança e salvamento;
Forças Armadas;
Trabalhadores de Educação do Ensino Básico;
Trabalhadores de Educação do Ensino Superior;
Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros;
Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário;
Trabalhadores de transporte aéreo;
Trabalhadores de transporte aquaviário;
Caminhoneiros;
Trabalhadores industriais.