PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Vacinação chega aos profissionais de mais quatro instituições de saúde do Estado

Profissionais de saúde do Hospital Infantil Albert Sabin, do Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara, do Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart e do Serviço de Verificação de Óbito receberam a primeira dose da CoronaVac

23:16 | 22/01/2021
Vacinação no Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara começou pela técnica de enfermagem Lúcia Helena Araújo Costa (Foto: Secretaria Estadual de Saúde)
Vacinação no Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara começou pela técnica de enfermagem Lúcia Helena Araújo Costa (Foto: Secretaria Estadual de Saúde)

Seguindo o plano de imunização no Ceará, a CoronaVac, vacina contra Covid-19, foi aplicada nesta sexta-feira, 12, em profissionais de saúde do Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), do Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara (HGWA), do Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart (HM) e do Serviço de Verificação de Óbito (SVO). Este também vacinou parte de seu quadro de servidores.

No Hospital de Messejana, a prioridade foi dos 572 profissionais que atuam na Emergência e na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Respiratória da instituição. Uma força tarefa foi montada na unidade, com dois locais organizados e quatro equipes responsáveis pela imunização dos colaboradores.

LEIA MAIS | Número de casos de Covid-19 chega a 8,75 milhões no Brasil

Presente nos casos de Covid-19 do HM desde o começo da pandemia, a enfermeira Luciana Modesto Pessoa, de 40 anos, foi a primeira profissional da instituição a receber o imunizante. Em seguida, o pneumologista George Cavalcante Dantas foi imunizado. Ele integrou a equipe da UTI Respiratória que recebeu os primeiros pacientes com Covid-19. Apesar das boas notícias trazidas pela vacina ao HM, os profissionais da instituição tiveram um momento de tristeza, pois uma de suas colegas de trabalho, a cardiologista Lúcia de Sousa Belém, faleceu na tarde de ontem, 21, vítima de um acidente de trânsito.

LEIA MAIS | Butantan inicia distribuição de 2º lote de vacinas após aval da Anvisa

No Hospital Infantil Albert Sabin, que enfrentou a linha de frente contra o coronavírus para casos pediátricos, foram disponibilizadas vacinas para os profissionais da linha de frente do Centro de Emergência e das UTIs 1, 2 e 3. A primeira imunizada foi Rafaele Paiva, enfermeira da ala de reanimação. Expectativa é de que mais 352 profissionais da instituição sejam vacinados nos próximos dias.

Já no Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara, a técnica de enfermagem Lúcia Helena Araújo Costa, de 57 anos, foi a primeira colaboradora vacinada. Há 13 anos atuando no hospital e 27 em sua profissão, ela trabalha na linha de frente no combate ao coronavírus na UTI Covid Adulto. Quem aplicou a primeira dose da vacina foi Rosy Freire, enfermeira do Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT). “Fico feliz e honrada de estar nesta posição de vacinadora por estar contribuindo. O dia de hoje é um marco para nós do HGWA por tudo que estamos vivenciando no mundo todo. Todos estávamos esperando ansiosamente por esta vacina e o dia chegou”, comentou.