PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Covid-19: teste PCR-Lamp, que coleta saliva, chega a rede de farmácias de Fortaleza no fim de janeiro

Menos invasivo, o teste de Covid-19 PCR-Lamp é feito por meio de coleta de saliva em um tubo estéril indolor e feita pelo próprio paciente. A expectativa é que o novo teste chegue ainda em janeiro

Matheus Facundo
19:22 | 15/01/2021
O valor do meuDNA Covid na Pague Menos será de R$ 179 
 (Foto: Divulgação/MeuDNA)
O valor do meuDNA Covid na Pague Menos será de R$ 179 (Foto: Divulgação/MeuDNA)

O teste tipo PCR-Lamp, que detecta a Covid-19 por meio de coleta da saliva, chega a Fortaleza por meio da rede de farmácias Pague Menos no próximo dia 26 de janeiro. A empresa meuDNA é a responsável pela chegada do exame, que é considerado atualmente o menos invasivo para o diagnóstico do novo coronavírus, com cerca de 99% de confiabilidade de resultado. O meuDNA Covid chega com o valor de R$ 179 e dá o resultado 24 após o teste via e-mail ou mensagem de texto para o cliente.

LEIA MAIS| Entenda os diferentes tipos de testes e como podem ocorrer falsos resultados

O novo teste utilizada a técnica Amplificação Isotérmica Mediada por Loop, e assim como RT-PCR, é considerado "padrão" ouro, segundo informações da empresa meuDNA. O exame identifica o RNA do vírus nas células da pessoa que está infectada desde o estágio inicial, no primeiro dia da doença. "Trata-se de uma maneira de testagem da infecção ativa, apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a melhor ferramenta para rastrear o vírus e impedir a transmissão", explica a empresa de tecnologia em saúde.

A vantagem sobre o teste RT-PCR particular vem ainda pelo preço e pela rapidez no resultado, além do processo simplificado e menos invasivo, que não depende do swab nasofaríngeo (coleta de secreção nasal). O PCR-Lamp é feito por meio de coleta de saliva em um tubo estéril indolor e feita pelo próprio paciente. Quanto a possibilidade de falha, a cada 100 pessoas não infectadas, menos de um indivíduo terá um resultado falso positivo, segundo testes laboratoriais.

LEIA TAMBÉM| Covid-19: pesquisas brasileiras para teste pela saliva avançam

“O meuDNA entra nesse cenário para trazer à população aquilo que antes precisava de um intermediário – uma ida ao hospital ou laboratório. Agora, qualquer pessoa que precisa saber se está, ou não, contaminada poderá contar com todos os benefícios que esse modelo de teste entrega – confiabilidade e rapidez do resultado com a conveniência de coleta indolor e onde preferir”, explica David Schlesinger, CEO do meuDNA e do laboratório Mendelics, líder em empresa de sequenciamento com liderança na América Latina.

O teste

Com qualidade atestada pelo laboratório Menedelics, o meuDNA Covid tem ainda tecnologia nacional validade pelo Hospital Síro-Libanês, de São Paulo, unidade de saúde que foi parceria no desenvolvimento do kit de testagem. " “Nós, como uma empresa de saúde, entendemos que estava na hora de levar à farmácia uma ferramenta segura para que as pessoas pudessem saber com mais exatidão se estão doentes e, então, planejar os momentos em que não é possível ficar em casa, sem colocar outras pessoas em risco”, pontua Cesário Martins, diretor do meuDNA.