PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Morre Stanley Gusman, apresentador da TV Alterosa/SBT, vítima de Covid-19

O jornalista tinha 49 anos e estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Villa da Serra, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte

08:17 | 11/01/2021
Stanley Gusman, apresentador da TV Alterosa/SBT, morreu nesse domingo, 10, vítima da Covid-19. (Foto: Reprodução/TV Alterosa)
Stanley Gusman, apresentador da TV Alterosa/SBT, morreu nesse domingo, 10, vítima da Covid-19. (Foto: Reprodução/TV Alterosa)

O apresentador Stanley Gusman, da TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais, morreu na noite desse domingo, 10, vítima da Covid-19. O jornalista tinha 49 anos e estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Villa da Serra, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A confirmação do óbito foi feita por volta de 22h30min de ontem, segundo o jornal Estado de Minas. Stanley foi diagnosticado com o novo coronavírus pouco antes do dia 31 de dezembro, véspera de Ano Novo. Na última segunda-feira,4, o apresentador foi internado no hospital Villa da Serra, Nova Lima, na UTI em estado grave.

Na quarta-feira, 6, ele apresentou melhoras, porém, no dia seguinte, piorou novamente. A equipe médica esclareceu que Stanley teve uma infecção secundária, decorrente da Covid-19. Na TV Alterosa, Stanley comandou o "Alerta Alterosa". O comunicador também passou pela Band durante sua carreira. Além de trabalhar na TV, Stanley era advogado e escritor. 

O diretor-presidente dos Diários Associados, Álvaro Teixeira da Costa, lamentou a morte do jornalista. "Minas perdeu um grande jornalista. Um representante das classes menos favorecidas que estava sempre aberto para tentar melhorar a vida de cada um. A TV Alterosa e todo nosso grupo estão entristecidos. Perdemos um grande companheiro, uma voz de extrema importância para a nossa comunicação".

"Stanley ficará para sempre em nossos corações. Muito obrigado por tudo que você fez por nós e por Minas Gerais. Que Deus lhe receba com os braços abertos", complementou. O diretor-geral da TV Alterosa, Geraldo Teixeira da Costa Neto, lembrou do vínculo de amizade que o apresentador tinha com os colegas.

"Essa notícia trouxe uma profunda tristeza para todos nós, dos Associados, em especial da TV Alterosa. Perdemos um companheiro leal, amigo de todos da casa. A Covid cala uma voz eloquente. Stanley se junta aos trágicos números dessa pandemia, mas os ideais dele não serão esquecidos. Que Deus conforte sua mulher, seu filho e toda a família", afirmou.

O diretor comercial dos Diários Associados, Mário Neves, destacou que Stanley era um marido exemplar e um pai extremamente amoroso. "Particularmente, perdi um grande amigo em pouco tempo. Ficamos muito amigos, quase irmãos: Stanley era uma pessoa de fino trato, de honestidade ímpar, incapaz de fazer qualquer coisa contra alguém", disse. "Uma perda lastimável. Nós estamos muito tristes, é uma notícia muito sofrida."

"Ele lutou contra a doença. Como de praxe, é um lutador. E um grande amigo de todos", ressaltou o superintendente da TV Alterosa, Luis Eduardo Leão. Em nome dos colegas de profissão, dos companheiros na TV Alterosa e do público, ele contou sobre o sentimento de perplexidade que todos compartilham com a notícia.

Desde quando o estado de Stanley se agravou, o Alterosa Alerta, programa policial que comanda na emissora há cerca de quatro anos, vinha sendo conduzido pelo gerente de jornalismo da emissora, Ricardo Carlini, e pelo repórter Pablo Tiago. 

A família já havia divulgado a internação e o quadro grave em que se encontrava o apresentador. Há seis dias, a irmã de Stanley, Stael Gusman, pediu orações pelo jornalista nas redes sociais.  "Ele é um pedaço de mim. Eu não imagino a minha vida sem ele. Ele é insubstituível na minha vida e na minha família!!! E eu estou aqui para pedir a oração de todas as pessoas que lerem essa mensagem para que Deus traga a cura sobre a vida dele, sobre o corpo dele", disse.