PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Mulher tem mãos e pés amputados após desenvolver sepse decorrente de complicações da Covid-19

A britânica Caroline Coster, de 58 anos, era saudável e costumava praticar exercícios quando contraiu o coronavírus em março. Ela alerta sobre a seriedade da doença

09:22 | 29/12/2020
Caroline Coster foi colocada em coma induzido por um mês e quase morreu em duas ocasiões, depois de pegar Covid-19 em março. 

 (Foto: BBC News)
Caroline Coster foi colocada em coma induzido por um mês e quase morreu em duas ocasiões, depois de pegar Covid-19 em março. (Foto: BBC News)

A britânica Caroline Coster, de 58 anos, teve suas mãos e pés amputados depois de complicações relacionadas à Covid-19. Moradora da cidade de Bedford, na Inglaterra, ela contraiu o coronavírus em março. A infecção respiratória causada pelo Sars-Cov-2 evoluiu para uma pneumonia que, por sua vez, resultou em uma sepse. 

"Quando recuperei minha consciência, minhas mãos e pés estavam escuros por causa da sepse e tiveram de ser amputados", explica. A sepse acontece quando substâncias químicas liberadas na corrente sanguínea para combater uma infecção desencadeiam uma inflamação em todo o corpo.

É uma reação do sistema imunológico a uma infecção, em que o próprio sistema acaba provocando danos a órgãos vitais, podendo levar à morte.

Em entrevista à BBC News, Caroline disse que está ansiosa por sua "segunda vida", apesar dos desafios que terá adiante. "É claro que tem sido difícil, seria tolice dizer o contrário. É muito frustrante querer pegar algo e não conseguir", desabafa.

A mulher foi colocada em coma induzido por um mês e quase morreu em duas ocasiões, depois de ser infectada pelo novo vírus. Ela foi forçada a se aposentar como professora e agora está se adaptando à sua nova rotina.

Antes da doença, Caroline era uma pessoa ativa, costumava praticar exercícios e tinha apenas uma asma considerada leve. "Pessoas dizem que não foi a Covid-19 que fez isso comigo, mas a sepse. Só que eu não teria tido sepse se não fosse pela Covid-19. Foi uma consequência direta", ressalta.

Ela alerta ainda sobre os perigos de não levar o coronavírus a sério. "É uma doença séria e se não for séria para você, pode ser séria para o idoso que mora ao lado. Ou sua mãe. Ou sua avó."

Há poucos dados disponíveis sobre a relação entre sepse e Covid-19. Porém, o coronavírus pode ser um causador da sepse.

Apesar de ter perdido os membros, Caroline se diz otimista. "Minha primeira vida foi boa. Minha segunda vida também vai ser boa. Vai ser diferente, mas vai ser boa", relata.