PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Transmissão da Covid-19 em Fortaleza teve aumento na 2ª semana de outubro

O informe aponta queda da média móvel de casos desta última semana (59,7 casos ao dia), mas afirma que o declínio do dado "agora, provavelmente, reflete apenas retardo na liberação de resultados"

Matheus Facundo
19:25 | 30/10/2020
FORTALEZA, CE, 29-10-2020: Movimentação no Hospital Leonardo da VInci (Foto: Barbara Moira)
FORTALEZA, CE, 29-10-2020: Movimentação no Hospital Leonardo da VInci (Foto: Barbara Moira)

Novo boletim epidemiológico da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) aponta que Fortaleza teve aumento da transmissão da Covid-19 na segunda semana de outubro. Mas, apesar do incremento, o informe aponta queda da média móvel de casos desta última semana (59,7 casos ao dia), mas afirma que o declínio do dado "agora, provavelmente, reflete apenas retardo na liberação de resultados". Não é discriminado pela pasta, porém, os dados específicos da alta na transmissão. 

A positividade de exames RT-PCR para o diagnóstico da doença na Capital foi de 13,2% entre os dias 23 e 30 outubro. "A ampliação da testagem molecular (RT-PCR) direcionada a grupos específicos e sintomáticos é essencial nessa fase para o monitoramento de surtos", aponta a secretaria.

Em relação aos óbitos, a média móvel atualmente é de 0,7 mortes/dia, uma redução de 30% no comparativo com duas semanas atrás (1 morte diária). O documento aponta que as mortes pela doença na Capital permanecem em queda e que "na fase em que o município se encontra, de limitada transmissão viral, mínimas alterações no número de mortes mudam a média móvel desproporcionalmente".

Conforme a pasta, desde a primeira semana de agosto, pode-se considerar a média móvel de óbitos estável em Fortaleza. Entre agosto e outubro, 16 dias, de maneira preliminar (dependência de resultados), não tiveram nenhuma morte pelo novo coronavírus.

O Município, porém, vive cenário de alerta após recentes altas no número de casos em regiões de saúde. Boletim da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), também divulgado nesta sexta-feira, 30, por exemplo, aponta que Área Descentralizada de Saúde (ADS) de Fortaleza, composta pelos municípios de Aquiraz, Eusébio, Fortaleza e Itaitinga, registrou alta de 15,4% em novos casos da Covid-19 nas Semanas Epidemiológicas 41 e 42 (03/09 a 10/09).

Os registros de aglomerações e desrespeito aos protocolos sanitários contra a Covid-19, bem como o aumento pontual do número de casos, com "surtos localizados" em regiões e bairros da Capital, têm causado preocupação à Secretaria da Saúde do Ceará. Segundo o titular da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, a pasta tem acompanhado a situação de perto e não descarta possível segunda onda da doença em Fortaleza e em todo o território cearense.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >