PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Decreto da pandemia no Ceará não avança e tem restrições mantidas devido ao aumento de casos

Equipes do Governo continuarão se reunindo com os setores mais atingidos pelas restrições, como a área de eventos

Matheus Facundo
19:28 | 30/10/2020
Fortaleza e outras regiões têm apresentado aumento de casos da doença (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Fortaleza e outras regiões têm apresentado aumento de casos da doença (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O governador Camilo Santana (PT) anunciou na noite desta sexta-feira, 30, que o atual decreto sobre a pandemia da Covid-19 no Ceará será renovado, com as mesmas restrições, devido ao aumento de casos da doença em algumas áreas. O motivo é "para que se investigue mais a fundo o atual cenário e todos os indicadores". Fortaleza e mais três municípios da Região Metropolitana, além da região de Maracanaú, apresentaram incremento nas confirmações nesta última semana.

"Estamos procurando agir com muita prudência e responsabilidade no plano de retomada, que já conta com 95% da economia aberta, para que não haja retrocessos", aponta o chefe do Executivo Estadual. Equipes do Governo continuarão se reunindo com os setores mais atingidos pelas restrições, como a área de eventos, "para que sejam traçados planos e todos os protocolos necessários para uma retomada segura".

O governador destaca ainda, em publicação nas redes sociais, a atuação do Ministério Público e da Justiça Eleitoral para coibir abusos como registros de aglomerações na campanha eleitoral, "que não devem ser tolerados". "Muitos municípios já contam com regras bem estabelecidas, que estão sendo cumpridas. Mas isso precisa ocorrer em todos, sem exceção. Nenhuma campanha é mais importante que a vida", diz Camilo.