PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Maju Coutinho ironiza sobre jovens em aglomerações no feriado: "Alguém conta pra eles os números da pandemia"

Foram exibidas imagens registradas pelo Globocop já na manhã da segunda-feira, 12, de festas que tinham começado ainda na madrugada

12:12 | 13/10/2020
Maju apresentou o programa na segunda-feira, 12 (Foto: Reprodução/GSHOW)
Maju apresentou o programa na segunda-feira, 12 (Foto: Reprodução/GSHOW)

Nesta segunda-feira, 12, o Jornal Hoje exibiu uma reportagem sobre as aglomerações em festas, casas de bares e bailes no Rio de Janeiro e em São Paulo. Diante do desrespeito às medidas sanitárias, como uso de máscaras e funcionamento de pistas de dança, a apresentadora do telejornal, Maju Coutinho, alfinetou os jovens presentes. "Esse pessoal nem deve estar acordado assistindo o jornal agora, mas alguém conta pra eles os números e os dados atualizados da pandemia", disse ela.

Foram exibidas imagens registradas pelo Globocop já na manhã da segunda-feira, 12, de festas que tinham começado ainda na madrugada. Narrada pela jornalista, a reportagem mostra que diversas pessoas estavam aglomeradas na rua, sem máscara e fazendo barulho. Os moradores reclamaram também do som muito alto acompanhado de muita sujeira espalhada por quem estava na festa. A Polícia Militar informou que foi acionada, com dois chamados, e que quando chegou ao local a aglomeração continuava. A corporação acrescentou que não iria intervir, mas permaneceu nas redondezas para garantir a segurança.

LEIA MAIS - Mais de 880 mil exames de Covid-19 feitos no Ceará; são 260 mil casos confirmados e 9.140 óbitos

Além da aglomeração, a festa foi marcada por uma briga envolvendo homens e mulheres que se confrontaram no meio da rua. Após narrar as imagens captadas, Maju Coutinho apresentou os dados da pandemia no Brasil e mandou o recado para os jovens. "Não acabou a pandemia", ressaltou ela. Na data, o Brasil registrou mais de 150 mil mortos por Covid-19 e mais de 5 milhões de pessoas já foram contaminadas pelo vírus no País, segundo o Consócio de Veículos de Imprensa.

O Piauí foi o único estado no quadro de mortes em alta, enquanto 10 estados apareceram como estáveis. Os outros 15 estados estariam em queda.