PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

 Sindiodonto alerta para alta nos preços de EPIs durante a pandemia

Segundo estudo realizado pela entidade, valores dos produtos registraram aumento superior a 1.000%

13:39 | 31/07/2020
Profissionais de saúde vestidos com EPIs passam álcool em gel na ambulância antes de sair de hospital  (Foto: JÚLIO CAESAR)
Profissionais de saúde vestidos com EPIs passam álcool em gel na ambulância antes de sair de hospital (Foto: JÚLIO CAESAR)

Um estudo realizado pelo Sindicato dos Odontologistas do Ceará (Sindiodonto) alertou para alta superior a 1.000% nos preços dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) durante a pandemia. A pesquisa avaliou os custos dos equipamentos mínimos como luvas e máscaras utilizadas em consultas odontológicas. As atividades foram autorizados a reabrirem na Fase 1 do Plano Responsável de Abertura das Atividades Econômicas e Comportamentais no Estado.

Segundo o Sindicato, antes da pandemia, os materiais custavam entre R$ 50 a R$ 60, a depender do fornecedor. Hoje o valor é superior a 1.000% sobre estas quantias. Com a chegada do novo coronavírus, EPIs como luvas e máscaras se tornaram essenciais no combate à proliferação da Covid-19. Segundo o Sindiodonto, durante os atendimentos, os cirurgiões-dentistas de planos de saúde estão pagando um valor mais alto para manter os cuidados necessários de higiene para seguir as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com análise dos revendedores de materiais odontológicos presentes no estudo, a escassez dos produtos no mercado é justificada pela alta na procura durante este período. Consequentemente, com o aumento dos pedidos, ocorre alta nos preços dos EPIs.

O coordenador do Sindiodonto Dalmiro Castro, informa que foi emitido um ofício para a Rede UNNA, operadora de planos de saúde do Estado do Ceará, e para a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O documento busca uma discussão entre as entidades acerca do aumento dos custos dos equipamentos no Estado. A Rede UNNA e a ANS não retornaram sobre o assunto até o fechamento desta matéria.