PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Fortaleza é a 4ª capital em ranking de transparência sobre coronavírus

Levantamento foi feito pela organização não governamental (ONG) Open Knowledge Brasil (OKBR)

Alan Magno
21:29 | 17/07/2020
Fortaleza é a quarta capital com maior transparência de dados e informações sobre coronavírus no Brasil aponta ranking feito por ONG.  (Foto: Agência Brasil)
Fortaleza é a quarta capital com maior transparência de dados e informações sobre coronavírus no Brasil aponta ranking feito por ONG. (Foto: Agência Brasil)

Fortaleza se destaca como a quarta capital com maior índice de transparência das informações relacionadas à pandemia do novo coronavírus. Levantamento é feito pela organização não governamental Open Knowledge Brasil (OKBR) desde o dia 3 de abril. Entre os estados, o Ceará aparece como o sexto mais transparente, de acordo com a entidade.

O Índice de Transparência formulado pela OKBR é formado por três dimensões de análise: conteúdo, granularidade e formato. Dentro desses conjuntos, são observados 26 tópicos diante dos dados referentes a Covid-19 em cada região. Com base na análise, é atribuído uma nota de 0 a 100 para medir a transparência.

Fortaleza recebeu nota 75, ficando atrás de Macapá, com 91 pontos, Vitória, com 90, e Natal com 77. A nível estadual, o Ceará está atrás de Amazonas e Espírito Santo, que marcaram 97 pontos; de Pernambuco, com 92; de Rondônia, 89; Mato Grosso do Sul, 88; e Sergipe, 87.

Para concepção da análise, a OKBR leva em consideração critérios como a abrangência da testagem feita para coronavírus na população, desde quando os números estão sendo monitorados e tipos de testes aplicados em cada região. Informações sobre os efeitos da Covid-19 em profissionais da saúde, pessoas privadas de liberdade, comunidades tradicionais — indígenas, quilombolas e ciganos — também são pontuadas na avaliação da transparência dos dados referentes a pandemia.

O estudo considera ainda relevantes para formulação do índice dados socioeconômicas quanto à população atingida pela Covid-19, como raça, classe social e a existência de doenças prévias. Por fim, taxa de recuperação, ocupação hospitalar, casos suspeitos e a forma como os dados são divulgados também são analisados.

A entidade reforça que a ampla divulgação de informações sobre a pandemia é um fator de alta relevância no norteamento das ações de combate e prevenção ao novo vírus, diante de um maior detalhamento dos impactos da doença em cada região. O ranking deve ser visto, segundo a OKBR, como “um esforço coletivo de combate ao novo coronavírus por meio da produção e disponibilização de informações oficiais mais íntegras”.

Em Fortaleza, um boletim semanal é divulgado pela Secretaria de Saúde do Município com as principais informações sobre a doença na Capital, bem como uma análise de cada bairro. No Ceará, as informações são divulgadas diariamente pela plataforma IntegraSUS, da Secretaria de Saúde do Estado.

Até às 17 horas desta sexta-feira, 17, O Ceará detinha 146.064 casos de Covid-19 e 7.166 mortes pela doença. Fortaleza ainda apresentava o maior número de casos no Estado, concentrando 39.702 confirmações da doença e 3.582 óbitos, seguido de Sobral (8.838 casos e 268 mortes), Caucaia (4.711 casos e 305 óbitos), Maracanaú (4.617 casos e 218 óbitos) e Juazeiro do Norte (4.559 casos e 166 mortes).

CONFIRA O RANKING COMPLETO


1º Macapá (AP) - 91
2º Vitória (ES) - 90
3º Natal (RN) - 77
4º Fortaleza (CE) - 77
5º João Pessoa (PB) - 72
6º Manaus (AM) - 70
7º Curitiba (PR) - 69 
8º Florianópolis (SC) - 67
9º Rio de Janeiro (RJ) - 66
10º Maceió (AL) - 61
10º Porto Alegre (RS) - 61
11º Belém (PA) - 56
12º Campo Grande (MS) - 51
13º Teresina (PI) - 50
13º Palmas (TO) - 50 
14º Belo Horizonte (MG) - 45
15º Boa Vista (RR) - 39 
16º Recife (PE) - 36
17º Porto Velho (RO) - 33
18º São Paulo (SP) - 32
19º Goiânia (GO) - 31
20º Rio Branco (AC) - 30
21º Salvador (BA) - 28 
22º Cuiabá (MT) - 24
23º São Luís (MA) - 19
24º Aracaju (SE) - 18