PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Mais de mil famílias de agricultores familiares recebem assessoria remota durante pandemia

A assistência, que estava programada para acontecer presencialmente durante um ano, acabou se adaptando com as restrições impostas pela crise na saúde

Leonardo Maia
14:27 | 15/06/2020
A comunicação acontece em meio à dificuldade de acesso em algumas localidades. (Foto: Divulgação/SDA)
A comunicação acontece em meio à dificuldade de acesso em algumas localidades. (Foto: Divulgação/SDA)

O total de 1.075 famílias de agricultores familiares de dezesseis municípios cearenses receberam assessoria técnica remota durante o período da pandemia do novo coronavírus, de acordo com nota da Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA). São eles: Acarape, Aracati, Aratuba, Beberibe, Chorozinho, Crateús, Fortim, Guaiúba, Horizonte, Independência, Maranguape, Miraíma, Ocara, Pentecoste, Redenção e Tamboril.

Mesmo com dificuldades de acesso à internet em comunidades rurais, uma ferramenta importante para a comunicação da pasta estadual com as famílias tem sido o WhatsApp. Por meio do aplicativo, são enviados materiais sobre a prevenção do coronavírus, além de discutidas as necessidades técnicas de cada assentamento.

As ações de assistência, que estavam programadas para acontecer pelo período de um ano, foram adaptadas para atender as restrições impostas pela crise na saúde. Os especialistas acompanham as taxas de infecção da Covid-19 e tentam diagnosticar a situação comercial dos agricultores, com a ocorrência da diminuição das vendas em algumas localidades.

Christian Arruda, coordenador de assistência técnica do Centro de Estudos e Assistência às Lutas dos Trabalhadores (Cealtru), afirma que, mesmo com a pandemia, parte da ações previstas anteriormente continuam. “As principais áreas do projeto encontram-se em curso: mobilização, caracterização e elaboração de planos de trabalho em cada grupo e família”, declara em nota.

Com recursos do Governo Estadual, a iniciativa visa atender trabalhadores rurais das regiões da Grande Fortaleza, Litoral Leste, Litoral Oeste/ Vale do Curu e Sertões de Crateús. As ações focam no desenvolvimento das cadeias produtivas da apicultura, bovinocultura leiteira, ovinocaprinocultura, fruticultura e extrativismo.

Entenda o edital

O Cealtru, grupo ligado à Federação dos Trabalhadores Agricultores e Agricultoras Familiares do Ceará (Fetraece), foi uma das entidades vencedoras do edital nº 11/2019 da SDA. A publicação, disponível no site do órgão estadual, destina a quantia de 4,5 milhões para que entidades prestem assessoria técnica para 2.252 famílias de agricultores de 30 municípios do Estado.

A assistência, segundo o documento, deve ser ofertada levando em conta a implantação de um trabalho que deve assumir como princípios a promoção da igualdade entre trabalhadoras e trabalhadores rurais, além da adoção de alguns conceitos, como a agroecologia e a economia popular solidária.