PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Comércios e shoppings que não seguirem protocolos para evitar aglomeração poderão ser interditados

Prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio afirmou que aglomerações foram registradas principalmente em shoppings e em comércios que têm pagamento de crediário

Matheus Facundo
19:58 | 09/06/2020
Fiscalização ocorreu em shoppings de Fortaleza para verificar o cumprimento de protocolos sanitários nesta terça-feira, 9 (Foto: Tatiana Fortes/Governo do Ceará )
Fiscalização ocorreu em shoppings de Fortaleza para verificar o cumprimento de protocolos sanitários nesta terça-feira, 9 (Foto: Tatiana Fortes/Governo do Ceará )

Operação envolvendo órgãos fiscalizatórios da Prefeitura de Fortaleza e do Governo do Estado começou nesta terça-feira, 9, em shoppings de grande porte e também em comércios de rua da Capital para verificar o cumprimento de protocolos de preparação para receber consumidores. Segundo o prefeito Roberto Cláudio (PDT), caso seja verificada a quebra das medidas, os estabelecimentos poderão ser interditados.

Durante live no Facebook, o chefe do Executivo municipal afirmou que nessa segunda-feira, 8, que foram registradas "algumas cenas de aglomeração indevida e desordenada em alguns locais que reabriram suas portas pela primeira vez". Os pontos foram percebidos, principalmente em lojas de pagamento de crediário e tanto na área externa quanto interna dos shoppings.

"Não foram todos, mas alguns ou não cumpriram o protocolo de forma adequada ou não se prepararam para receber aquela demanda de pessoas", afirmou RC. A "grande operação" seguirá pelos próximos dias e é feita pela Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), com apoio da Guarda Municipal de Fortaleza, da Polícia Militar do Ceará e da Vigilância Sanitária do Estado para garantir o cumprimento das medidas e do decreto de isolamento social.

"Caso alguma dessas unidades comerciais não cumpram o protocolo e não achem caminhos para evitar aglomeração, a interdição desses estabelecimentos pode e vai ser uma das sanções estabelecidas caso as autoridades sanitárias e os agentes de fiscalização entendam que a saúde da população esteja sendo inadvertidamente colocada em risco", frisou o prefeito.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSPDS), quatro shoppings de Fortaleza foram visitados pelos órgãos, sendo dois no Centro, um no bairro São Gerardo e outro no bairro Edson Queiroz. Além dos quatro inspecionados em conjunto, a Agefis visitou mais um shopping.

No estabelecimento do São Gerardo, apesar de os profissionais terem "observado uma rigidez maior das medidas", aglomerados foram constatados no interior de lojas e em quiosques, de acordo com Dolores Fernandes, coordenadora da Vigilância Sanitária do Estado. Em todos os registros, a fiscalização atuou e fez as devidas recomendações aos consumidores. 

"Verificamos que houve uma melhoria no distanciamento das pessoas, com o controle no fluxo de entrada e saída, além de aferição de temperatura e dispenser com pedal contendo álcool em gel. Durante o período que estivemos no local, nós ainda constatamos alguns aglomerados no interior de lojas e principalmente em quiosques. No entanto, paramos em todos e fizemos as recomendações. Também solicitamos, à superintendência do shopping a limpeza constante dos corrimãos das escadas", comenta Dolores Fernandes.

Atuação dos órgãos 

Segundo a coordenadora da Vigilância Sanitária do Estado, Dolores Fernandes, as ações serão direcionadas a locais de intenso fluxo de pessoas. "Nós temos uma programação com ações de fiscalização até sexta-feira, dia 12, e a nossa pretensão é visitar o máximo possível de shoppings e atividades que gerem um volume maior de pessoas. Hoje, nós estivemos também em canteiros de obras da construção civil e pretendemos ir aos outros locais que estão inseridos na cadeia produtiva e que demandam o nosso acompanhamento”, afirma.

Na live, Roberto Cláudio frisou a importância da manutenção do isolamento social e afirmou que a corresponsabilidade da população e, principalmente, dos empresários e comerciantes que "hoje tocam a atividade econômica "serão essenciais para garantir que os setores sigam abrindo e que os indicadores da Covid-19 continuem em queda em Fortaleza".

"Vamos continuar com a mensagem de educação e consciência, mas o meu apelo maior agora é que a gente evite de qualquer maneira estar perto ou fazendo parte de aglomeração. Para que quem está abrindo as portas dos seus estabelecimentos, o faça com os protocolos e responsabilidades", indicou RC. Na transmissão ao vivo, o prefeito falou ainda que um plano de apoio à retomada das feiras livres, que seguem proibidas de funcionarem, está sendo preparado.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >