PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Espanha reabrirá fronteiras terrestres com França e Portugal em 22 de junho

A ministra também declarou que, "a princípio, serão eliminadas as quarentenas"

09:08 | 04/06/2020
Os países europeus voltam a normalidade e reabrem fronteiras (Foto: Josep LAGO / AFP)
Os países europeus voltam a normalidade e reabrem fronteiras (Foto: Josep LAGO / AFP)

A ministra do Turismo da Espanha, Reyes Maroto, anunciou nesta quinta-feira (4) que o país reabrirá as fronteiras terrestres com França e Portugal em 22 de junho, três meses após o fechamento decretado para combater a pandemia do coronavírus.

"No caso de França e Portugal, também gostaria de confirmar que a partir de 22 de junho serão retiradas as restrições de mobilidade terrestre", afirmou em um encontro com a imprensa internacional.

A ministra também declarou que, "a princípio, serão eliminadas as quarentenas" de 14 dias impostas atualmente às pessoas que entram na Espanha, mas indicou que isso "é algo que ainda temos que aprovar".

"Isto é muito importante porque também vai permitir recuperar um volume de turistas, tanto franceses como portugueses", disse.

A quarentena foi aplicada a partir de meados de maio para evitar a entrada de casos importados de coronavírus, no momento em que a pandemia recuava no país e as autoridades de saúde iniciavam um cauteloso processo de flexibilização, que deve terminar entre o fim de junho e o início de julho.

O setor turístico, pilar fundamental da economia espanhola e um dos mais afetados pela pandemia, criticou a medida e pediu ao governo um horizonte de abertura de fronteiras que permita reativar a contratação de reservas para o verão (hemisfério norte).

O primeiro-ministro socialista Pedro Sánchez anunciou que a restrição acabará a partir de 1o de julho.

Maroto reconheceu que "há um debate, levando em consideração a melhora dos dados epidemiológicos da Espanha, para poder antecipar o fim da quarentena", também pelas viagens aéreas.

"Hoje não dou essa certeza (...) mas se houver condições para remover as quarentenas antes de 1o de julho, vamos fazer isto", acrescentou.

As fronteiras terrestres foram fechadas em 22 de março com o país em estado de alerta pela pandemia: a permissão era apenas para o trânsito de pessoas, incluindo profissionais da saúde, ou bens essenciais, como alimentos.

Com o fim do estado de alerta em 21 de junho, "as restrições são eliminadas, e vamos recuperar a mobilidade entre os países tão importantes para o setor turístico, disse Maroto.

Um exemplo é o programa piloto aprovado entre o governo regional de Baleares e empresa germânica TUI para que 6.000 turistas alemães possam viajar para este arquipélago a partir da segunda metade de junho, relatou a ministra.

 

emi/dbh/mg/bl/fp/tt