PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Prefeitura de Fortaleza e Governo do Ceará farão mais de 9 mil testes rápidos em domicílios

O objetivo é analisar os impactos do novo coronavírus na Capital. Coleta começa nesta terça-feira, 2, e termina no dia 26 de julho

12:01 | 01/06/2020
Os produtos de enfrentamento à Covid-19 em Fortaleza, cuja entrega será feita no aeroporto de Pequim, foram adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) (Foto: Jefferson Peixoto/Secom)
Os produtos de enfrentamento à Covid-19 em Fortaleza, cuja entrega será feita no aeroporto de Pequim, foram adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) (Foto: Jefferson Peixoto/Secom)

Um estudo sobre o impacto do novo coronavírus em Fortaleza, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), da Prefeitura da Capital, e pela Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), do Governo do Ceará, iniciará nesta terça-feira, 2. Serão coletados 9.900 testes rápidos para diagnóstico da Covid-19 em 39 bairros da Capital. Os domicílios foram selecionados de forma sistemática.

O morador a realizar o teste será sorteado aleatoriamente entre os residentes e, no caso de serem menores de idade ou incapazes, será necessária autorização dos responsáveis. A partir dos resultados, as secretarias vão estimar o percentual de infecções assintomáticas ou subclínicas, o percentual de fortalezenses com anticorpos para o novo coronavírus, além de obter cálculos mais precisos da letalidade da doença e analisar a velocidade de expansão da infecção ao longo do tempo.

LEIA TAMBÉM | A cada 10 exames realizados no Estado, 4 dão positivos para Covid-19

Camilo reafirma que isolamento social continua: "Sair de casa, só quando necessário e usando máscara"

Coordenado operacionalmente pelo Instituto Opnus de Pesquisa e Opinião, a aplicação dos testes rápidos será distribuída em 39 bairros da Capital em três fases. Nesta segunda-feira, 1º de junho, os enfermeiros da SMS, agentes comunitários de saúde e supervisores do Instituto Opnus serão treinados para colher os testes. Veja o cronograma:

1ª fase: 2 a 12 de junho de 2020 – 3.300 testes
2ª fase: 25 a 5 de junho de 2020 – 3.300 testes
3ª fase: 16 a 26 de julho de 2020 – 3.300 testes

Os testes rápidos funcionam assim: o enfermeiro da Prefeitura, devidamente protegido com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), dará uma picada na ponta do dedo do residente selecionado para coletar uma gota de sangue. Em 15 minutos o resultado estará disponível. Enquanto isso, os profissionais aplicarão um questionário com informações de sexo, idade, escolaridade, bem como sobre condições de saúde e possíveis sintomas que o morador tenha sentido recentemente.

A SMS afirma que todos os pesquisadores portarão crachá de identificação, panfleto informativo da pesquisa, termos de consentimento para participação e EPIs - touca, avental, óculos, máscara e luvas.

De acordo com dados do IntegraSUS, Fortaleza tem 23.834 casos confirmados de Covid-19 e 1.972 óbitos - 16.200 pessoas se recuperaram. Na Capital, já foram realizados 52.126 exames para diagnosticar o novo coronavírus. As informações foram atualizadas às 10h16 desta segunda-feira, 1º de junho.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >