PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Pioneira, vacina contra coronavírus criada em Oxford tem 50% de chance de funcionar

Pesquisadores avaliaram porcentagem de sucesso do método de imunização após constatarem que o vírus estava "desaparecendo rapidamente" no país

19:21 | 25/05/2020
Vacinas em todo o mundo tem sido testadas (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
Vacinas em todo o mundo tem sido testadas (Foto: Aurelio Alves/O POVO)

Desenvolvida por especialistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, a vacina conhecida como ChAdOx1 nCoV-19, uma das pioneiras no combate ao novo coronavírus, tem 50% de chances de funcionar. De acordo com informações do portal UOL, pesquisadores avaliaram percentual de sucesso do método de imunização após constatarem que o vírus estava “desaparecendo rapidamente” no país, um dos mais afetados pela pandemia na Europa, o que acaba atrapalhando a análise clínica da vacina.

Segundo especialistas, a baixa transmissão da Covid-19 na região pode fazer com que o próximo estudo realizado com a vacina, envolvendo 10 mil voluntários, não tenha sucesso. "É uma corrida contra o vírus desaparecendo e contra o tempo", afirmou Adrian Hill, diretor do Jenner Institute de Oxford, em entrevista ao jornal Telegraph. Ainda segundo reportagem da UOL, ele informou que a vacina tem apenas 50% de chance de funcionar.

Até o final de abril deste ano, mais de um milhão de pessoas já haviam se curado do novo coronavírus no mundo, de acordo com levantamento realizado pela universidade americana Johns Hopkins. O Brasil registrava 149.911 casos de pessoas curadas até esse domingo, 24, segundo informações passadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde do Brasil ao Ministério da Saúde (MS).