PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Governo do Ceará paga auxílio a profissionais de saúde com coronavírus

Valor cobre ausências de até 30 dias; em caso de óbito, familiares também podem solicitar benefício

Bemfica de Oliva
22:28 | 19/05/2020
Valores por afastamento variam de acordo com a profissão e podem chegar a quatro salários mínimos; seguro por morte é de 10 salários mínimos (Foto: Divulgação/Sesa)
Valores por afastamento variam de acordo com a profissão e podem chegar a quatro salários mínimos; seguro por morte é de 10 salários mínimos (Foto: Divulgação/Sesa)

O coronavírus já contaminou mais de 28 mil pessoas e levou mais de 1.800 a óbito somente no Ceará. Profissionais de saúde, na linha de frente do combate à pandemia, se expõem ao maior risco de contrair a doença: 4.573 pessoas neste grupo já foram infectadas, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa). Para ajudar estas pessoas, o Governo do Estado disponibilizou auxílio financeiro para os  que precisem se ausentar do trabalho devido ao coronavírus. Auxiliares e técnicos de enfermagem são as maiores vítimas nesta categoria.

Em caso de morte em decorrência da Covid-19, a família recebe outro auxílio, de maior valor. Os formulários para solicitar os benefícios por afastamento ou por óbito estão no site da Sesa. Em caso de ausência do trabalho, o valor do auxílio é variável: um salário mínimo para técnicos de enfermagem e outros profissionais de nível médio, três salários mínimos para profissionais de nível superior que não sejam médicos, e quatro salários mínimos para médicos. Para óbitos, o valor é de 10 salários mínimos, independentemente da profissão, e o auxílio pode ser solicitado por cônjuge, dependentes ou pais do profissional falecido.

Em caso de afastamento por período inferior a 30 dias, o benefício será pago proporcionalmente aos dias de ausência. Para receber o valor, o profissional deve preencher no formulário dados pessoais e bancários, além de atestado médico que confirme o diagnóstico. As informações serão verificadas junto à direção da unidade de saúde em que o profissional trabalha.

Para o auxílio por morte, é necessário informar os dados do solicitante, do profissional falecido. Precisam ser fornecidos também o atestado de óbito e documento que comprove o parentesco.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >