PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Pacientes imunizados doam sangue para pesquisa sobre o novo coronavírus

Os cientistas devem analisar cerca de 2 mil remédios com potencial para combater o causador da Covid-19.

Ismia Kariny
14:27 | 11/05/2020
Cerca de 100 voluntários imunizados doam sangue para auxiliar nas pesquisas de combate ao coronavírus
Cerca de 100 voluntários imunizados doam sangue para auxiliar nas pesquisas de combate ao coronavírus (Foto: BARBARA MOIRA)

Cerca de 100 voluntários imunizados doam sangue para banco de material que estuda anticorpos resistentes ao novo coronavírus. A pesquisa, realizada pelo Instituto do Coração (Incor), pretende desenvolver uma vacina de combate microscópico seguro e duradouro contra o Sars-CoV-2. As informações são do Estado de S. Paulo

O desafio do estudo, feito em conjunto com a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), é descobrir o mecanismo biológico da célula que seja capaz de impedir a entrada do vírus pelo tecido dos alvéolos pulmonares. O grupo coordenado pelo Incor opera para detectar anticorpos e linfócitos T, que são células de defesa do organismo.

Segundo a reportagem do Estado de S. Paulo, os pesquisadores das instituições destacam que a vacina deve ser desenvolvida no Brasil, como forma de evitar que o País fique dependente de descobertas externas e venha ter um acesso tardio a substância de imunização.

Leia também | Mais de 800 pesquisas para mapear coronavírus e encontrar uma vacina estão sendo desenvolvidas em universidades federais, diz associação

Para encontrar um fármaco que funcione contra o vírus, mas que seja seguro para o paciente, os cientistas devem analisar cerca de 2 mil remédios com potencial para combater o causador da Covid-19. Tudo isso cruzando dados fornecidos pelo sistema de computadores conhecido como Sírius, um projeto de quase R$ 2 bilhões, que concentra informações sobre medicamentos com maior possibilidade de enfrentar o vírus.