PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Correios informam que ainda não está preparado para ajudar com auxílio emergencial

Na tarde do dia 7, o Ministério da Cidadania anunciou que deve fechar na próxima semana uma parceria com os Correios para facilitar o acesso ao auxílio emergencial. O cadastramento para receber o auxílio poderá ser feito também nas agências dos Correios.

11:08 | 08/05/2020
Tarifas dos Correios terão aumento
 (Foto: Divulgação)
Tarifas dos Correios terão aumento (Foto: Divulgação)

A respeito de anúncio feito na quinta-feira, 7, pelo Ministério da Cidadania, os Correios informaram em nota que a atuação da empresa em apoio ao auxílio emergencial - benefício criado pelo governo federal de R$ 600 - ainda demanda ajustes em procedimentos e questões técnicas, a serem realizados em conjunto com o ministério. Assim, as agências dos Correios ainda não estão aptas a realizar qualquer serviço relacionado ao auxílio.

Na tarde do dia 7, o Ministério da Cidadania anunciou que deve fechar na próxima semana uma parceria com os Correios para facilitar o acesso ao auxílio emergencial. O cadastramento para receber o auxílio poderá ser feito também nas agências dos Correios.

“Não descansamos quando sabemos que algumas pessoas correm o risco de não receber o recurso. Temos que encontrar uma solução. A solução conveniada com os Correios, para aqueles que não têm alguém que ajude a cadastrar, ou seja, os ultravulneráveis, é para que ele consiga acessar uma rede complementar à da Caixa, que está numa grande missão, e permitir que a pessoa possa se cadastrar e acessar igual a todos que pediram pelos meios digitais”, ressaltou o secretário executivo do Ministério da Cidadania, Antônio José Barreto.

Até a tarde desta quinta-feira, a Caixa contabilizava o pagamento de R$ 35,5 bilhões de auxílio emergencial a mais de 50 milhões de brasileiros. O montante total referente ao pagamento da primeira parcela devia chegar a R$ 41,5 bilhões, com a análise de mais 17 milhões de CPFs, ainda no fim da quinta.

Os Correios comunicam que oportunamente trarão mais informações.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >